Alimentação: uma aliada contra a celulite

A celulite, também chamada de lipodistrofia ginoide, trata-se de um tecido mal oxigenado, subnutrido, desorganizado e sem elasticidade, resultando em um mau funcionamento do sistema circulatório e das consecutivas transformações do tecido conjuntivo. Cerca de 85% das mulheres com idade superior a 20 anos desenvolvem algum grau de celulite. E mulheres com excesso do peso tendem a acentuar o grau e aspecto da celulite.

Os fatores que contribuem para seu aparecimento compreendem alterações hormonais, sendo o estrógeno o principal hormônio que causa a celulite. Fase pré-menstrual (comumente ocorre retenção de líquido), genética, ganho ou perda de peso, gravidez e preferências alimentares também pode agravar o caso. Uma dieta com alta ingestão de carboidrato de alto índice glicêmico, por exemplo, provoca hiperinsulinemia (excesso de insulina na corrente sanguínea) e promove a lipogênese (formação de gordura), levando a um aumento de gordura corporal, aumentando assim a celulite.

Existem quatro graus de celulite: Grau 1 (Leve) – A celulite é interna, não é vista ou sentida; Grau 2 (Visível) –  A pele tem um aspecto acolchoado; Grau 3 (Intensa)- A superfície da pele tem aspecto de gomos visíveis e os nódulos podem ser sentidos ao toque; Grau 4 (Grave)-  A celulite fica evidente até mesmo sob as roupas.

Tratamento Nutricional

Para o tratamento da celulite é indicada uma alimentação com os nutrientes necessários para melhorar a inflamação dos tecidos. A alimentação balanceada reduz o tecido adiposo, regula o intestino e diminui a retenção hídrica. Além disso, o uso de antioxidantes combate os danos oxidativos e, dessa forma, é um aliado no restabelecimento da pele.

Vitis vinífera: atividade antioxidante, estabilização do colágeno e melhora a circulação. Ex: Uvas.

Vitamina C e E: essenciais para formação de hidroxiprolina e consequentemente do colágeno. Ex: morango, laranja, limão, kiwi, abacate, amendoim.

Centella Asiatica: estimula a síntese de colágeno, auxilia na melhora do retorno venoso e diminuição da fragilidade capilar.

Chá Verde (Camelia sinensis): estímulo à lipólise. É antioxidante e anti-inflamatório.

Castanha-da-índia (Asculus hippocastanum L.): aumenta a resistência e o tônus das veias, diminuindo a fragilidade e a permeabilidade dos capilares. Favorece o retorno venoso, além de possuir atividade antiedematosa e anti-inflamatória.

Colágeno: o colágeno é uma proteína fibrilar que garante resistência ao tecido. Diversos trabalhos evidenciaram os benefícios da ingestão de colágeno hidrolisado para melhoria da firmeza da pele e prevenção do envelhecimento que, consequentemente, melhoram a aparência e a saúde da pele.

Eridiane Barros é nutricionista, consultora em restaurantes de Camaçari, e extensionista com ênfase em pacientes queimados pelo Consultório de Equipe Multidisciplinar da FTC – Salvador.

jornalismo@destaque1.com

Um comentário em “Alimentação: uma aliada contra a celulite

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.