Vai viajar nas férias?, não esqueça de atualizar o cartão de vacinação

O Ministério da Saúde ressalta a importância de manter a caderneta de vacinação atualizada para ter uma viagem saudável e tranquila. Pelo menos 10 dias antes da viagem, as pessoas devem atualizar a vacinação de acordo com as orientações do Calendário Nacional de Vacinação.

Uma atenção especial deve ser dada para o sarampo, hepatites A e B, e a febre amarela. Uma das doenças de maior risco de transmissão no verão, e que é totalmente prevenível com a vacina, é a febre amarela. Desde 2017, com o registro da doença em áreas com grande contingente populacional, a vacina é recomendada não só para quem vai a áreas consideradas endêmicas, como a região amazônica.

A vacinação foi ampliada para todos os municípios dos estados do Sul, Sudeste, além do estado da Bahia. De julho a novembro deste ano, período de baixa ocorrência da febre amarela, foram notificados 382 casos de suspeita da doença, sendo que 232 foram descartados, 149 permanecem em investigação e 1 foi confirmado.

A vacina contra a febre amarela é ofertada gratuitamente no Calendário Nacional de Vacinação. Desde abril de 2017, o Brasil adota o esquema de dose única, conforme recomendação da Organização Mundial de Saúde, respaldada em estudos que asseguram que uma dose é suficiente para a proteção por toda a vida.

Outra vacina que deve estar atualizada para quem for viajar é a contra o sarampo. O Brasil enfrenta atualmente dois surtos da doença, no Amazonas, com 9.724 casos confirmados e, em Roraima, com 349 casos. Também há registros de casos em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Bahia, Pernambuco, Pará, Distrito Federal e Sergipe.

Consulte o Portal do Viajante para mais orientações.

*Com informações do Ministério da Saúde 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.