Jurados ressaltam importância do concurso ‘A Voz de Camaçari’; veja como ficou cada batalha

Nesta terça-feira (23), após a divulgação das duplas que irão se enfrentar nas batalhas do concurso cultural A Voz de Camaçari, foi realizada uma coletiva de imprensa com jurados, organizadores e apresentadores, no Memorial Jorge Amado, na Cidade do Saber. Na ocasião, estavam presentes os jurados Denny Denan, Márcia Short, Adail Scarpelini e Nau Scaldaferri.

A secretária de Cultura, Márcia Tude, explicou que a decisão de criar o concurso surgiu ao perceber o potencial musical da cidade. “A gente percebeu que o potencial musical é muito grande em Camaçari, e por isso fizemos o programa, tudo de forma democrática, garantindo o acesso à Cultura”.

Dos 130 inscritos no concurso, foram selecionados 30 participantes para a fase de batalhas, que ocorrerá nos dias 31 de julho, 7 e 14 de agosto.

Calendário das batalhas

Após essa etapa, ocorrerão as eliminatórias, semifinal e final, no dia 21 de setembro.

Denny Denan. Foto: Hyago Cerqueira/Destaque1

Natural de Camaçari, o músico Denny Denan disse que fica feliz de participar e colaborar na descoberta de novos artistas da cidade. “Eu sempre vou bater na tecla, de que, assim como eu fui descoberto, existem oportunidades de outros talentos serem descobertos por esse veículo, porque a cultura é um veículo. Eu vi ali, muitas pessoas que eu vi nascer, que eu vi crescer, então é muito bom ver isso, mas claro, que tem que ter um bom senso, da pessoa, do jurado, para fazer o julgamento artístico de forma profissional. Eu tô feliz de estar participando e ver os meus amigos nesse projeto”, afirmou.

Márcia Short. Foto: Hyago Cerqueira/Destaque1

Ao falar sobre as técnicas que serão avaliadas, a cantora Márcia Short, enfatizou que manter o conforto é essencial, e que todos serão orientados nesse sentido. “Eu entendo que a voz é impressão digital, cada um tem a sua, em tempo algum essa voz vai ser igual a aquela outra. Eu penso que o conforto é a mola mestra da escolha, porque nós todos temos inspirações e ao longo da nossa carreira nos espelhamos em alguém, aqui, eles vão ter a felicidade da orientação para esse conforto”, destacou.

Nau Scaldaferri. Foto: Hyago Cerqueira/Destaque1

Produtor musical com trabalhos em vários grupos e estilos musicais, Nau Scaldaferri ressaltou como os participantes podem buscar o diferencial e se destacar no concurso. “O artista hoje não pode só subir no palco e cantar, ele precisa ter entendimento do mercado que ele está inserido, com uma orientação empresarial e artística. Esse capital que o vencedor do concurso ganhar deve ser estudado em como vai investir na carreira. Hoje temos as plataformas digitais, os singles, são diversas possibilidades. Muito mais da inovação artística é avaliar esses componentes”.

Adail Scarpelini. Foto: Hyago Cerqueira/Destaque1

O produtor Adail Scarpelini revelou que os participantes do concurso possuem grande potencial. “Estou muito feliz em poder estar aqui compartilhando um pouco da minha experiência com todos artistas que passaram por aqui nessa primeira fase, nós vamos ter trabalho. São pessoas com muito potencial de grande nível”, frisou.

Na última etapa, o candidato terá ao seu dispor uma banda formada por diretor musical, tecladista, baixista, percussionista, guitarrista, baterista e três backing vocals. O vencedor do concurso ganhará um prêmio no valor bruto de R$30 mil.

Leia Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.