Governo Bolsonaro não entrega vacinas e compromete prevenção; BCG e antirrábica acabaram em Camaçari

A Prefeitura de Camaçari informou nesta quarta-feira (21) que a vacina BCG, o soro antirrábico e a vacina antirrábica animal estão em falta em Camaçari. De acordo com a Secretaria de Saúde (Sesau), desde o mês de junho, o município não tem recebido o quantitativo solicitado da vacina BCG, que é de 2.500 doses.

Para agravar ainda mais a situação, desde o mês passado Camaçari não recebe nenhuma dose da vacina BCG e não existe por parte do Ministério da Saúde nenhuma previsão de normalização no abastecimento. O mesmo se aplica ao soro antirrábico e a vacina antirrábica animal.

Segue nota informativa da Diretoria de Vigilância Sanitária (DIVISA) sobre o desabastecimento:

A Secretaria de Saúde, por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde e Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica, informa que aguarda pronunciamento do Ministério da Saúde quanto à regularização do abastecimento da vacina BCG, para estados e municípios. A última Nota Informativa, nº 15/2019 – DEIDT/SVS/MS, publicada pelo Ministério da Saúde, informou que no mês de julho foi distribuído aos estados um quantitativo de 68% da cota mensal da vacina BCG.

As vacinas que compõem o calendário básico de vacinação são distribuídas aos municípios de acordo com cronograma estabelecido pelos estados, conforme pedido realizado pelas secretarias municipais de Saúde. Para o mês de agosto, o município de Camaçari solicitou à Secretaria Estadual de Saúde (SESAB) um volume de 2.500 doses da vacina BCG. Entretanto, até o momento o município não foi abastecido com a vacina e não há comunicado oficial do Estado ou do Ministério da Saúde sobre a previsão de regularização. Há alguns meses esse quantitativo não vem sendo fornecido em virtude do desabastecimento nacional.

Salienta-se que o soro antirrábico, utilizado na profilaxia da raiva, e a vacina antirrábica animal permanecem em desabastecimento nacional em virtude de suspensão da produção por parte do laboratório responsável. Em virtude disso, a Sesau possui apenas um volume residual de vacina antirrábica animal já em uso nas Unidades de Saúde, e não dispõe de soro antirrábico em seu estoque.

As demais vacinas de rotina que compõem o calendário básico estão disponíveis nas salas de vacina em funcionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.