Fiquem conectados conosco

Cultura

Cultura: em ascensão na cena musical, JULI surpreende pela versatilidade e estilo

Patrick Abreu

Publicado

em

O cenário musical baiano é abundante de talentos que transitam em todos os espaços e gêneros. Em meio a grandes bandas e artistas em ascensão, não é difícil encontrar personagens com potencial que estão começando a explorar a música como principal alicerce.

JULI. Foto: Divulgação

E é nesse meio que damos de cara com artistas como JULI, que vem crescendo na cena pop presente na Bahia com músicas autorais como ‘Ainda Vibra’ e ‘Loop Infinito’.

Em entrevista ao Destaque1, a artista, que tem 19 anos, contou que tem a música presente em sua vida desde a infância, quando tinha sete anos. A cantora era um criança hiperativa e a música foi a única solução que funcionou na época. Daí em diante a cantora nunca mais largou a música, que virou companhia forte e presente até hoje.

Com ajuda das redes sociais, a jovem começou florescer na cena, segundo ela havia hesitação em aparecer, e só através de uma busca com sua identidade foi possível dar início aos projetos.

“Eu na verdade tinha muita insegurança pra aparecer em público cantando, que geralmente eram estéticas, e eu me apegava muito a essas travas na puberdade”.

A primeira vez que senti coragem foi depois de alguns meses de ter meu cabelo natural pela primeira vez na vida, meu reencontro com minha natureza acabou sendo meu reencontro com a música e com o mundo, foi aí que passei a postar vídeos e muita gente começou a surgir e acompanhar minha rede social.

Ainda segundo a cantora, o público a ajudou ter mais segurança na produção artística. “Eu vi que quando acreditei em mim as pessoas acreditaram em mim, me agarrei a essa ideia e tudo deu certo depois”, afirmou.

Nascida em Feira de Santana, JULI passou um período em Camaçari, onde fazia vídeos na orla e com o grande apoio do público e ajuda de digitais influencers da cidade conseguiu se sentir abraçada e percebeu que seu trabalho estava sendo muito bem recebido.

 

Com todas as músicas sendo composições autorais, de cara da para perceber que há todo um sentimento e vivência envolvidas nas linhas dos sons da artista. Quando perguntada sobre a gênese de suas composições a cantora pop revelou que sua inspiração vem do aglomerado de experiências que cultiva em seu meio social.

“Eu acredito que a arte guarda uma pequena parte de cada momento que a gente tenta expressar por ela, por isso eu tento viver o máximo de cada momento, ter grandes histórias com meus amigos, que sempre vão ter milhões de sentimentos pra virar melodia”.

Com o rápido acolhimento de suas músicas no YouTube, logo a artista abrangeu seus campos para o maior serviço de streaming de música, o Spotify, onde foi surpreendida com o resultado dos números alcançados.

Clipe Loop Infinito.  Imagem: Reprodução

“Eu sonhava com o sucesso das músicas, durante todo o processo de produção eu só queria ouvir aquele conjunto perfeito de profissionais e carinho nos filmes hollywoodianos, mas a gente de verdade não acredita tanto, né?”.

Ela ainda ressaltou que tinha uma meta de número em mente que era muito menor do que chegou já na primeira semana de lançamento. “Cada dia que acordava era um susto com o tanto de mensagem que chegava, o tanto de gente que estava se vendo na música, é uma troca muito bonita que a gente não espera. Eu esperava ultrapassar os 1.000 streams e hoje ultrapassamos os 120.000 streams, é um sonho”, frisou.

Segundo dados disponibilizados pela cantora por meio do Spotify, no ano de 2019 foram alcançadas as marcas de 40.2 mil ouvintes, 87.3 mil streams e as músicas passaram por 50 países ao longo do ano.

JULI. Foto: Faraó

Com a construção de um público forte e consolidado, não foi surpresa a transição das telas de celulares para palcos de shows. A artista vem brilhando cada vez mais nos palcos com personalidade e estilo. Para o futuro, a cantora ainda não pode revelar todos projetos, mas garantiu ao Destaque1 que haverá lançamentos ainda no verão.

Além do pop tradicional, a artista tem ideias para mesclar ritmos diversos em suas músicas gerando versatilidade em cada som. O exemplo disso é a grande influência que ela tem com o reggae, onde de forma tranquila consegue encaixar a proposta rítmica nas canções durante os shows.

No nosso meio existem vários artistas como JULI que tem o potencial para fomentar o cenário musical e a cultura baiana com estilo e versatilidade. É necessário dar o reconhecimento e apoio necessário para esses artistas, para que a cena da música independente não pare de crescer e mais personagens apareçam na região.

UNIÃO 1
SUPERLIMP
ASSINATURA DESTAQUE1
HELLOA

Copyright © 2017-2021 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, 1º Andar, Sala 102, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.