Após vistoriar Modelo e Cetep, Rui Costa anuncia revitalização de todos colégios estaduais em Camaçari

Nesta sexta-feira (15), após a inauguração do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) em Camaçari, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), verificou as condições estruturais e a funcionalidade dos equipamentos do Centro Territorial de Educação Profissional da Região Metropolitana (CETEP-RMS) e o Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães.

Recebidos pelos estudantes de forma calorosa, o governador estava acompanhado do secretário de Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues. Juntos, observaram as debilidades e o sucateamento do Colégio Modelo.

Além das condições inapropriadas dos equipamentos, acumulo de lixo e obras inacabadas espalhadas pela unidade. O gestor vistoriou as salas de aulas, o espaço que deveria funcionar uma biblioteca que está acumulando ferramentas que não tem serventia para os alunos, como por exemplo uma bicicleta ergométrica, tornando o ambiente propício a poeira e lixo.

Outro ponto que tem causado transtorno aos alunos é referente a quadra esportiva que está sendo reformada desde o início do ano e as obras ainda não foram concluídas. Necessitando finalizar a pintura, além de não possuir cobertura, arquibancada e acessibilidade para contemplar os alunos com deficiência ou mobilidade reduzida.

Rui solicitou à equipe técnica que seja construída uma rampa de acesso próximo a quadra esportiva e um vestuário para os estudantes utilizarem após as aulas de educação física, além do plantio de áreas verdes em torno da escola. Os banheiros também necessitam de manutenção, novas cadeiras e ar condicionado para o auditório, além de piso.

Foto: Hyago Cerqueira
Foto: Hyago Cerqueira

Em entrevista ao Destaque1, Rui Costa garantiu que irá revitalizar todas as escolas estaduais de Camaçari. “Nós vinhemos visitar porque vamos fazer intervenções em várias escolas, sejam intervenções de manutenção ou acréscimo de equipamentos, como aqui nós vamos fazer quadra coberta. A ideia é também colocar um campo society e revitalizar todas as escolas de Camaçari. Então vou visitar todas, além dos técnicos eu faço questão de ver pessoalmente o que precisa ser feito”, afirmou.

Uma situação preocupante que poderá prejudicar a saúde dos estudantes é o acumulo de água parada e resíduo na laje de um dos prédios da unidade, podendo provocar a proliferação de mosquitos da dengue e outras doenças. Além da falta de extintor e lixeiras adequadas.

Um grupo de estudantes chamaram a atenção do gestor para reivindicar os problemas enfrentados por eles. Samara Souza, Antônio Soares, Amanda Lima e Ana Cláudia, são alunos do 1º ano do ensino médio e estão preocupados com o processo de aprendizado e condições estruturais do colégio.

Foto: Hyago Cerqueira

De acordo com os alunos, são 44 turmas nos turnos matutino e vespertino. Samara Souza, uma das líderes do grupo aponta que a maior preocupação deles é com a falta de professores.  “Faltam quatro professores. Tem dia que o professor tem que adiantar e juntar turma, e não tem cadeiras para todas as turmas, fica aquela muvuca e aluno tem que sentar no chão para assistir aula e fica nesse vai e vem de professor”.

Completando a fala da colega, Antônio aponta que “é tudo muito bagunçado e a falta de professor, geralmente não são matérias de pouco peso. Por exemplo, nossa sala falta professor de matemática e química que não tem ainda, são matérias que são boas e pesadas para a gente”.

Enumerando os problemas, Amanda conclui a fala dos colegas afirmando que “falta de professor, de cadeira e ventilação, o lanche que as vezes não tem para todo mundo e quando tem, o banheiro das meninas está com goteira e os de cima nem funciona, as portas ficam trancadas, a quadra que está reformando desde o início do ano e a biblioteca que está parada desde 2013”, destacou a jovem.

No total, a escola possui cerca de 1.700 estudantes matriculados no ensino médio.

Além do Modelo, Camaçari possui outras 11 unidades de ensino do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.