Vitória tropeça em casa, sai da zona de classificação da Copa do Nordeste e aumenta a tensão na Toca

O Botafogo-PB venceu o Vitória por 3 a 1 na noite de ontem (7), pela quinta rodada da Copa do Nordeste no estádio do Barradão. O Belo não tomou conhecimento do Rubro-negro e foi pra cima com tudo. No primeiro tempo, o Leão ensaiou uma pressão, mas foi o time paraibano quem abriu o placar com Marcos Aurélio em uma belíssima cobrança de falta, acertando o ângulo, sem chances para o goleiro Ronaldo.

Na segunda parte do jogo, o Rubro-negro voltou a campo perdido, errando passes, saída de bola e lances de transição entre defesa e ataque. E foi em um destes erros que o Belo iniciou a jogada do segundo gol. Aos oito muitos, num passe errado na defesa do Vitória, a bola sobrou para Dico cruzar na área com Lulu, que soltou uma bomba; a bola bateu no zagueiro Talhes e entrou.

O Leão diminuiu aos 10 minutos com Léo Ceará, após cruzamento de falha do lateral Roniery dentro da área. A arbitragem também anulou o gol de Neto Baiano, que seria o empate. O Belo ampliou novamente com Marcos Aurélio em chute forte dentro da pequena área, marcando o terceiro e fechando o placar.

Após o jogo o vice-presidente do Vitória, Chico Salles, cedeu entrevista e falou que concorda em antecipar a eleição no clube. “Um processo, tentativa de antecipação geral. Precisamos procurar fazer um processo de transição de forma negociada. Mas uma renúncia, pura e exclusiva do presidente do Conselho Diretor e do vice, você torna o clube mais instável. Havendo renúncia agora, haverá eleição para completar esse mandato. O que estamos defendendo é fazer algo diferente, pacificado. Estamos conversando com todos os grupos de oposição para tentar antecipar as eleições ouvindo o clamor da torcida. Só que isso de forma pacífica, para dar tempo para as chapas se formarem”, contou Salles.

Caso não consiga antecipar as eleições, Chico Salles afirmou que pretende renunciar ao cargo. “Não tenho apego nem vaidade ao meu cargo, que está à disposição do clube. Se não conseguirmos antecipação da eleição para Conselho Diretor e Conselho Deliberativo, para que o próximo diretor possa ter um mandato maior. Se não conseguirmos, e o presidente está marcando reunião para semana que vem, não tenha dúvida que vou renunciar. Antes de tudo, penso no Vitória. Hoje vivemos uma situação muito grave. Temos uma situação muito delicada. Não imaginávamos esse resultado, afastamento tão grande da nossa torcida. O que a gente mais quer é ser feliz com o Vitória e não viver essa fase”.

O Vitória volta a jogar pelo campeonato Baiano no próximo domingo (10), contra o Bahia às 16h, na Arena Fonte Nova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.