Queda de braço, comandante-geral afirma que Polícia Militar não está em greve

Após a Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra) realizar uma assembleia na tarde desta terça-feira (8) e aprovar a instalação de greve da categoria, o comandante-geral da Polícia Militar, Cel. Anselmo Brandão, afirmou que “recebeu a informação de uma greve decretada por um deputado estadual. Trata-se de um movimento político sem a adesão da PM”.

Ainda segundo o comando da PM, “o movimento político tem a intenção de criar clima de insegurança. Isso não será permitido”.

A Polícia Militar da Bahia também garante que será mantido o policiamento ostensivo em todo o estado e orienta a população a manter sua rotina normalmente. “O responsável pelas operações nas ruas é o Quartel do Comando Geral, que está pronto para atender a todas as demandas da sociedade”.

O comando da PM ainda alertou a categoria sobre possíveis ausências no trabalho. “Os policiais que não atenderem suas escalas responderão conforme Legislação Militar”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.