Esporte

Napoli-SC bate Botafogo e encaminha vaga à elite do futebol feminino

Jogando em casa, as catarinenses venceram de virada por 2 a 1.

Avatar

Publicado

em

Foto: Andrielli Zambonin

A equipe feminina do Napoli-SC levou a melhor sobre o Botafogo no primeiro jogo da final do Campeonato Brasileiro Feminino A2 (segunda divisão), apesar da forte chuva na tarde deste domingo (24) no município de Caçador (SC). As donas da casa venceram o Alvinegro carioca de virada, por 2 a 1, no Estádio Municipal Doutor Carlos Alberto da Costa Neves. O duelo contou com a presença atenta de Pia Sundhage, técnica da seleção feminina brasileira.

Aos oito minutos de partida, após cobrança de falta de Gaby Louvain, a zagueira Karen, do time catarinense, marcou contra e abriu o placar para o Botafogo. Na sequência, antes de desferir o chute certeiro que empatou a partida, Malu passou pelas zagueiras adversárias e driblou a goleira Gabi.

O segundo tempo também decorreu debaixo de um temporal. Por pouco as alvinegras não passaram à frente no placar, com uma bomba de Kélen, na trave, aos 17 minutos. Em seguida, veio o pênalti polêmico: a árbitra Charly Deretti apontou a falta de Káren sobre Aninha, embora a infração, por alguns ângulos, tenha parecido fora da grande área. Malu cobrou e virou para o Napoli. As donas da casa administraram o placar até o fim da partida, e leva  vantagem no jogo da volta, no próximo domingo (31), às 16h (horário de Brasília), no Estádio Nilton Santos, o Engenhão, no Rio de Janeiro.

Já a equipe alvinegra, se quiser levantar a taça, terá de vencer em casa por dois ou mais gols de diferença no jogo da volta. Se ganhar do Napoli apenas por 1 a 0, o título será definido em cobrança de pênaltis.

Publicidade

Copyright © 2017-2021 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. _____________________________

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.