Camaçari: nova emergência temporária do Hospital Geral possui 23 leitos

Devido às obras de reforma e ampliação do Hospital Geral de Camaçari (HGC), a unidade ganhou uma nova emergência temporária, com 23 leitos, cinco a mais do que a anterior, a fim de que a antiga estrutura seja reformada e modernizada.

As novas instalações, ainda que temporárias, atenderão apenas pacientes adultos. No que tange ao acesso dos pacientes à unidade temporária de emergência, dispõe-se de uma via de acesso para pacientes não críticos (verdes) e outra via de acesso para pacientes críticos (vermelhos), visando uma resposta mais adequada para cada perfil de paciente, baseada na classificação de risco.

O secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, explicou que o HGC é referência para moradores de 25 municípios baianos e passa por uma ampla intervenção estrutural. “O governador Rui Costa tem investido no fortalecimento da assistência hospitalar em toda a Bahia e aqui em Camaçari não é diferente. São mais de R$ 10 milhões aplicados na reforma, ampliação e modernização de enfermarias, UTIs, centro cirúrgico, centro de recuperação pós-anestésica, emergência adulto e internação pediátrica”, afirmou Vilas-Boas.

A requalificação ainda inclui a climatização, revisão do sistema de gases, revestimento dos pisos com manta vinílica, recuperação das instalações hidráulica e elétrica, substituição do telhado e impermeabilização das lajes. Após a conclusão das intervenções, o HGC ganhará 26 novos leitos.

Conscientização

Os hospitais estaduais estão vocacionados para o atendimento de pacientes graves, como acidentes automobilísticos, infartos e AVCs. No entanto, dados de 2019 do HGC indicavam que 78,42% dos pacientes atendidos não tinham o perfil da unidade, pois eram classificados como verdes e azuis, o que significa que deveriam ser atendidos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Ponto Atendimento (UPAs).

Em reunião com prefeitos e secretários de saúde da região, a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) pactuou que os municípios fortaleceriam a Atenção Primária, podendo estender o horário de funcionamento dos postos de saúde, passando de 17 horas para 20 ou 22 horas. Assim, o Hospital Geral de Camaçari seria mais resolutivo ao atender os pacientes amarelos e vermelhos, que são os classificados como graves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.