Elinaldo aposta em “semana histórica” para melhorar imagem da gestão

O governo municipal fará esta semana o lançamento de dois programas sociais, o Mais Pesca e o Mais Agricultura, além do anúncio de números do Bolsa Social, bem como a entrega de requalificações de dois equipamentos públicos, a Unidade de Saúde da Família de Fonte das Águas e a Escola Darcy Ribeiro.

“Vamos iniciar uma semana histórica para nossa cidade”, disse o prefeito Elinaldo Araújo no Instagram na noite deste domingo (28), ao assegurar ainda que será uma “grande semana”.

Distante do que todo cidadão sensato espera como meio de sobrevivência, especialmente quem se dirige ao Centro de Integração e Apoio ao Trabalhador (CIAT) em busca de recolocação no mercado de trabalho, as iniciativas apresentadas pelo gestor no campo social, de saúde e educação, tem valor e merecem ser analisadas com zelo, independe do momento que são promovidas.

Com as medidas, o governo tenta superar o desgaste que enfrenta na esfera social desde os primeiros dias da gestão; faz bem. Entretanto, para além das tentativas de limpar a imagem no setor mais humilde da cidade, o governo deve enfrentar a escassez de emprego com responsabilidade.

É verdade que essa é uma questão que assola todo o país, no entanto, as pessoas vivem nos municípios e Camaçari tem a sua parcela de contribuição nesse cenário.

A cada dia é possível perceber mais lojas fechando, basta andar pelas ruas do Centro, o comércio e os prestadores de serviços amargam dias difíceis.

E o prefeito precisa urgentemente dialogar com as secretarias de Governo e Fazenda, discutir a viabilidade da redução de impostos, a exemplo do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), a Taxa de Fiscalização do Funcionamento (TFF), e o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), ou até mesmo a isenção em casos específicos.

Outra medida de grande envergadura que pode ser analisada é a execução de um Programa Municipal de Regularização Fundiária, com atenção especial para imóveis comerciais no Centro, alicerçado em Lei Municipal.

A economia e o mercado imobiliário do município seriam impulsionados, o crescimento do comércio destravado, áreas poderiam ser indenizadas, empreendimentos vendidos ou alugados com mais facilidade, processos judiciais evitados, enfim, um novo momento seria inaugurado em Camaçari.

Atreladas a essas medidas outras ações podem ser empreendidas com criatividade e inovação, objetivando a geração de emprego e renda, o fomento do comércio, e o fortalecimento das micro e pequenas empresas do município.

Todavia, para, de fato, entrar para história positivamente e se tonar um ponto fora da curva na política em Camaçari é preciso ter coragem, disposição e vontade política.

 

*Lenielson Pita é jornalista e editor do Destaque1.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.