Tráfego está liberado na Avenida 29 de Março; via liga orla de Salvador à BR-324

A partir de hoje (8) motoristas já poderão circular pela nova Avenida 29 de Março, inaugurada no último sábado (5). A via faz ligação direta entre a orla da capital baiana, a partir da Avenida Orlando Gomes, à BR-324, na altura do bairro de Águas Claras. São mais de 3km que ligam a Estrada Velha do Aeroporto à Via Regional.

Conforme o Governo da Bahia, a Avenida 29 de Março integra o planejamento de mobilidade que inclui o metrô, o Veículo Leve de Transporte (VLT) e os corredores transversais, e tem o investimento de cerca de R$ 10 bilhões.  “Essas avenidas e corredores vão modernizar a cidade e encurtar caminhos. Salvador não tinha esse tipo de via de ligação, o que provocava um fluxo negativo no trânsito, com muitos engarrafamentos. Considerando o metrô, o VLT e essas avenidas estruturantes, são R$ 10 bilhões de investimento”, ressaltou Rui Costa (PT).

A obra da 29 de Março faz parte das intervenções do corredor transversal da Linha Vermelha, cuja última etapa tem previsão de conclusão para daqui a 10 meses. O corredor terá um total de 20 km e, quando estiver finalizado, ligará a Orla Atlântica a Paripe, no Subúrbio Ferroviário. O investimento total da Linha Vermelha soma cerca de R$ 581 milhões.

No local foram feitos terraplanagem, pavimentação, drenagem, paisagismo, ciclovia, passeios, além de acesso aos bairros do entorno da via e iluminação em LED. Além da obra de macrodrenagem com retificação do Rio Jaguaribe, que fica no canteiro central, e separa as duas pistas da avenida.

Com a entrega, o trecho de 13 km entre a BR-324 e Piatã poderá ser feito em 15 minutos. A avenida conta com faixa exclusiva de tráfego para implantação futura do BRT. Duas praças com equipamento de ginástica, parque infantil e quatro campos de futebol também foram implantados ao longo da avenida.

“O trecho entregue hoje é a conclusão da Avenida 29 de Março que liga a Paralela à Via Regional. Essa obra de mobilidade tem uma influência direta nos bairros do entorno, como Cajazeiras, Boca da Mata, Nova Brasília e Fazenda Grande. Mas a gente tem que entender que essa obra, por ser uma nova alternativa de transporte, vai atrair os usuários de outras avenidas, como a São Rafael e Trobogy, por exemplo. Além disso, muita gente que utilizava a Avenida Luís Eduardo Magalhães passará a utilizar este novo acesso. Teremos, com isso, uma nova entrada para a capital”, explicou Sérgio Silva, presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder).

Outras obras

O outro sistema viário do pacote de mobilidade é a Linha Azul, que prevê um investimento total de R$ 647 milhões para fazer a integração do bairro de Patamares e o Lobato. As obras incluem a duplicação da Avenida Gal Costa e a implantação da ligação Pirajá x Lobato, constituindo uma nova via transversal à Avenida Paralela, interligando as orlas dos bairros de Patamares — na altura da Avenida Pinto de Aguiar, já duplicada — e do Lobato, com uma extensão de aproximadamente 12 quilômetros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.