Fiquem conectados conosco

Geral

Com projeto educacional, Unigel capacita jovens que poderão atuar nas fábricas

Entre 2019 e 2020, a multinacional recrutou 20 alunos, entre jovens aprendizes e estagiários.

Avatar

Publicado

em

Foto: Patrick Abreu/Destaque1

Uma das maiores petroquímicas do Brasil, a Unigel tem investido na educação da população que reside nos municípios onde funcionam suas fábricas e aproveitado esses profissionais para trabalharem na unidade. Candeias é um exemplo desse trabalho. A multinacional apoia duas escolas da região: o Centro de Educação Gisella Tygel e a Escola Municipal 14 de Agosto. Entre 2019 e 2020, a multinacional recrutou 20 alunos, entre jovens aprendizes e estagiários, que fizeram cursos profissionalizantes.

Os programas sociais desenvolvidos pela Unigel têm o objetivo de capacitar as pessoas das comunidades mais carentes para que elas possam ser inseridas no mercado de trabalho, além de melhorar a qualidade de vida dos moradores da comunidade.

A administração do Centro de Educação Gisella Tygel é realizada pela Unigel juntamente com a Secretaria Municipal de Educação. Devido ao apoio da petroquímica, a escola é capacitada para atender 800 crianças, conta com 16 salas de aula, parque infantil, laboratório, biblioteca e refeitório, e se tornou referência em educação no ensino fundamental na Bahia.

Os alunos ainda têm acesso a aulas de música, de canto, instrumentos musicais e ao coral, além de terem atendimento de uma psicóloga, caso seja necessário.

Além de contribuir para a melhoria da educação de crianças e adolescentes, a Unigel também criou um projeto junto à Escola Municipal 14 de Agosto para o desenvolvimento de cursos profissionalizantes. A multinacional também atua na administração da escola, juntamente com a Secretaria Municipal de Educação e o Governo do Estado da Bahia.

Com a parceria da Unigel, a Escola Municipal 14 de Agosto se tornou a primeira escola técnica com os cursos de química e segurança do trabalho em Candeias. O local conta com salas de aula equipadas, laboratório de ensaios químicos, biblioteca e refeitório, sala de música e possui capacidade para atender 700 jovens e adolescentes.

Segundo Deiviti Lopes Caetano, gerente da companhia responsável pela área Social, atuar de forma responsável deve também passar pelo pilar social. “Logo, os projetos sociais, principalmente aqueles voltados para educação, oferecem à comunidade a possibilidade de uma transformação social”, complementa.

Publicidade

Copyright © 2017-2021 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. _____________________________

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.