Fiquem conectados conosco

Cultura

Xirê de Rua: evento leva tradição de terreiros de candomblé para a Praça Desembargador Montenegro

Avatar

Publicado

em

A Praça Desembargador Montenegro recebe hoje (24) a 4ª edição do Xirê de Rua, das 14h às 18h30. O ritual integra o calendário oficial de festas populares de Camaçari e a expectativa é reunir cerca 1.000 pessoas entre povo de santo e simpatizantes das religiões de matriz africana.

Os sons dos atabaques, cânticos e danças tomarão conta da praça. A manifestação é usada não apenas como uma expressão cultural e religiosa, mas um gesto pacífico de pedido de paz e de combate à intolerância religiosa. Este ano, o evento traz o tema “A paz entre todas as religiões”.

A iniciativa leva às ruas o ritual do Xirê, realizado nos terreiros de candomblé, e tem entre suas propostas sensibilizar as pessoas sobre a importância do respeito entre as religiões e apresentar à população o legado deixado por ancestrais, uma vez que o candomblé é a religião afro-brasileira mais influente no Brasil, presente no dia a dia de muitos brasileiros através da língua, música, vestimentas e culinária.

Idealizado pelo terreiro Asé Oloòdé Omilolá, o Xirê de Rua em Camaçari acontece desde 2014. Em 2018, o evento recebe apoio da Prefeitura Municipal, através da Secretaria do Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), da Pró-reitoria de Ações Afirmativas e Assistência Estudantil (Proae) da Universidade Federal da Bahia e do Coletivo de Entidades Negras (CEN), e conta ainda com diversos parceiros.

Serviço

O quê: 4ª edição Xirê de Rua

Quando: Sábado (24), das 14h às 18h30

Onde: Praça Desembargador Montenegro

Quanto: Gratuito

Copyright © 2017-2021 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. _____________________________

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.