Fiquem conectados conosco

Esporte

Wheelie: associação busca reconhecimento do esporte em Camaçari

Um dos principais objetivos é adquirir espaço adequado para a prática da modalidade.

Patrick Abreu

Publicado

-

Dilma Mendes e Rafael Ramos. Foto: Reprodução

Com diálogos desde abril deste ano, a Associação Camaçari Grau, junto com a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (Sejuv), tem trabalhado para alcançar a legalização do esporte radical Wheelie no município. A modalidade esportiva consiste na realização de manobras sobre o pneu dianteiro ou traseiro, executadas com bicicletas ou motos a partir de 50 cilindradas.

Um dos principais objetivos é adquirir um espaço adequado para a prática do esporte. O presidente da associação, Rafael Ramos, relata que a iniciativa ocorreu após motociclistas terem sido prejudicados. “Nossas motos foram apreendidas, tivemos multas por estarmos em locais inadequados praticando esse esporte que ainda não é legal aqui na cidade”, explicou. 

Criada nos Estados Unidos, a modalidade tem competições em vários países e vem conquistando público no Brasil.  A titular da Sejuv, Dilma Mendes, comenta que incentiva a busca da legalização para a atuação da atividade em Camaçari.

“Desde o primeiro momento em que recebemos os representantes da modalidade, em abril, buscamos mais informações para solicitar a legalização por parte da Confederação Brasileira de Motocross, tendo em vista que surgem novas modalidades esportivas advindas do exterior que são praticadas sem a devida legalização no município”, frisou.

A gestora da pasta destaca que foi enviado um ofício para a confederação solicitando a autorização, mas até o momento não houve uma resposta.

CAMAÇARI CARD
SUPERLIMP

Copyright © 2017-2020 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, 1º Andar, Sala 102, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.