Vereadores debatem saúde de Camaçari e sessão é encerrada após tumulto

Na sessão desta terça-feira (17), no Teatro Alberto Martins, o vereador Oziel Araújo (PSDB) utilizou a tribuna para defender melhorias na saúde da comunidade do Jaraguá, na Lama Preta. A indicação de n° 1098/2019 prevê a reativação do posto médico que atende os moradores da região.

O vereador ressaltou que se trata de uma comunidade extremamente carente que necessita dos serviços de Saúde. “No mês de agosto, em um trabalho social realizado com a Assembleia de Deus, a comunidade manifestou a sua insatisfação com o serviço de saúde daquela localidade, o bairro é encoberto por uma unidade instalada na Lama Preta, e tem abrangência a todas as comunidades vizinhas. Infelizmente, naquela oportunidade, tinha apenas uma enfermeira que fazia a triagem e o atendimento, os demais serviços estavam suspensos. A proposta é que tenhamos não só a reativação dos serviços, mas também a ampliação dos serviços, trata-se de uma comunidade extremamente carente, sabemos, nós vereadores que caminhamos por Camaçari, é um bairro muito grande, que necessita dessas ações”, explicou.

A indicação gerou um debate entre os vereadores de oposição e de governo, sobre a qualidade dos serviços de saúde de Camaçari.

O vereador Jackson do Gravatá (PT) destacou que a saúde de Camaçari precisa de investimento, e afirmou que uma unidade foi fechada em Buris de Abrantes. “O que não dá pra entender é porque saúde se faz de investimento, e vossa excelência [Oziel] pede aqui reativação, quer dizer que existia esse serviço, mas o governo desativou. Ontem mesmo já fecharam mais uma unidade de saúde em Buris de Abrantes, eu acho que a Comissão de Saúde dessa casa tem que se reunir com o secretário de Saúde para debater isso”, enfatizou.

Entretanto, a vereadora Fafá de Senhorinho (DEM) rebateu o colega e explicou que a unidade de Buris de Abrantes foi fechada apenas para passar por uma reforma. “Eu gostaria de parabenizar o vereador Oziel por essa linda indicação que é muito importante, saúde é bom sempre mais né, e falar para o vereador Jackson, que na verdade a unidade de saúde de Buris não foi fechada, simplesmente não tinha mais condições de atender as pessoas ali pelas condições, então as pessoas foram deslocadas para a UBS de Vila de Abrantes, enquanto é feita uma reforma, e depois volta para o lugar normal”, frisou.

O vereador Dentinho do Sindicato (PT) parabenizou o colega por reconhecer os problemas na saúde de Camaçari e enfatizou que não adianta pintar e reinaugurar os postos e não oferecer serviços. “Eu queria parabenizar o vereador Oziel por reconhecer que a nossa saúde tá deficiente, não adianta ficar pintando a parede e trocar placa dos postos médicos pra dizer que reformou, o que o povo quer é uma saúde que funcione, não só pintar parede e reinaugurar”, salientou.

O vereador José Marcelino (PT) ironizou ao dizer que queria viver no mundo que a bancada de governo vive. “Eu quero parabenizar o vereador Oziel por trazer um debate tão importante pra essa casa. Eu queria viver nesse mundo que a bancada de governo vive, porque dizer que a saúde de Camaçari tá bem, ou não vive em Camaçari ou não conhece o povo de Camaçari, porque tá uma desgraça, têm unidades que hoje você vê requalificada, mas falta médico, falta medicação, o que realmente importa”, disse.

Vereador e presidente da Casa Legislativa, Jorge Curvelo (DEM) refutou à fala dos vereadores de oposição e afirmou que os atuais danos da saúde são fruto dos 12 anos da gestão do Partido dos Trabalhadores (PT). “Falar de saúde na nossa cidade ou em qualquer lugar do nosso país, realmente é complicado, a saúde não vem bem, em muitos estados do nosso país e muitos municípios, fruto de uma gestão desastrosa do PT, e essa gestão também atingiu Camaçari. É muito fácil vocês chegarem aqui pra falar que não conhece essa Camaçari, como foi que vocês entregaram a saúde à atual gestão? Vocês não querem que a atual gestão corrija problemas que vocês deixaram nos 12 anos aqui”, disparou.

A matéria não chegou a ser votada, pois o clima tenso do debate provocou um bate boca entre militantes do DEM e do PT na plateia. O presidente da Câmara, o vereador Jorge Curvelo, chegou a interromper a discussão com o objetivo de acalmar os ânimos, o que não ocorreu, e por isso a sessão foi suspensa. Com o término dos trabalhos, Marcelino ainda chegou a reclamar com Curvelo, mas a sessão não foi retomada.

Um comentário em “Vereadores debatem saúde de Camaçari e sessão é encerrada após tumulto

  • quarta-feira, 18 de setembro de 2019 em 20:12
    Permalink

    Esses vereadores petistas são engraçados. Gostaria de saber onde eles estavam nos 12 anos de desgoverno do PT no município de Camaçari? Não fizeram nada pela cidade, vivíamos na era do quanto mais pior melhor.
    Então senhores, tenham paciência e deixem as coisas acontecerem, não vai ser da noite para o dia que vamos acabar com o desgoverno de 12 anos.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.