Vendas do varejo baiano diminuem 0,2% em outubro

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quarta-feira (11), em outubro, as vendas do varejo na Bahia tiveram um pequeno recuo (-0,2%) em relação ao mês anterior, na série livre de influências sazonais, após o avanço de 2,2% que havia sido registrado na passagem de agosto para setembro.

Foi um resultado pior que a média nacional (0,1%) e acompanhou as quedas nas vendas registradas em nove das 27 unidades da Federação..

Apesar da retração na comparação com setembro, frente ao mesmo mês de 2018, as vendas do comércio varejista baiano seguiram avançando em outubro (3,3%). Mostraram o segundo aumento consecutivo (haviam crescido 1,7% em setembro) e o melhor resultado para um mês de outubro desde 2013 (quando o aumento havia sido de 4,3%).

Com os resultados de outubro, as vendas do varejo baiano se mantêm em alta e aumentaram o ritmo de crescimento tanto no acumulado no ano de 2019 (1,3%) quanto no acumulado em 12 meses (1,4%). Em ambos os casos, entretanto, os indicadores continuam abaixo da média nacional (1,6% e 1,8%, respectivamente)

Com os maiores avanços, os segmentos de combustíveis e lubrificantes (13,7%) e tecidos, vestuário e calçados (9,5%) foram também, nessa ordem, os que mais contribuíram para o resultado positivo do varejo em geral no mês, no estado.

Leia também 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.