Tricolor lança camisa contra a LGBTfobia e torcedores aprovam

Hoje não é uma sexta-feira como outra qualquer.  A data 17 de maio é marcada pela sua conjuntura política, social e reconhecida como o Dia Internacional de Combate à LGBTfobia. E nesta sexta o Esporte Clube Bahia divulgou em suas redes sociais uma coleção de camisas que fazem alusão a diversidade de gênero.

A data também marca a extinção do termo “distúrbios de sexualidade” como doença na Organização Mundial de Saúde (OMS). Outras camisas serão lançadas para celebrar o que o clube considera como marca, que é a pluralidade da torcida com direito a hashtag #BahiaClubeDoPovo.

As camisas estão à venda na loja oficial da Fonte Nova, custa R$ 88 e tem as opções masculina e feminina nas cores cinza e branca. Sócio do Bahia tem 10% de desconto. 

As camisas possuem o desenho de um campo de futebol com uma frase grifada com as cores da bandeira LGBT: Não há impedimento. A campanha tem como modelo o ativista e jornalista Osmar Marrom Martins.

Em seu perfil oficial no twitter, o Esporte Clube Bahia alcançou em menos de 24h cerca de 7,5 mil curtidas, 2,127 retweets e 615 comentários, que na maioria deles os torcedores fazem elogios e aprovam a atitude do time. Como a exemplo, o Rafael Melo (@rafaelncmelo) que comentou “Orgulho demais de meu clube. Parabéns, @ecbahia, por se posicionar desta forma”.

Outros clubes brasileiros também se manifestaram a favor da causa, como Santos, Grêmio, Corinthians, Sport e Náutico.

Vem aí a coleção #BahiaClubeDoPovo, com camisas pra abraçar a pluralidade de nossa torcida. Em homenagem à data da hoje, o Esquadrão lança a 1ª delas.

O Dia Internacional de Combate à #LGBTfobia marca a extinção do termo “distúrbios de sexualidade” como doença na OMS. #BBMP pic.twitter.com/rhOVWgVu0h

— Esporte Clube Bahia (@ECBahia) 17 de maio de 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.