Fiquem conectados conosco

Geral

Técnica de enfermagem da UPA é a primeira camaçariense vacinada contra a Covid-19

O secretário Elias Natan ressaltou que não há previsão para a chegada do segundo lote.

Mirelle Lima

Publicado

em

Foto: Hyago Cerqueira/Destaque1

Após 305 dias desde o primeiro caso de Covid-19, Camaçari iniciou nesta terça-feira (19) a imunização contra o vírus no município. Durante coletiva de imprensa realizada no auditório da Secretaria de Governo (Segov), Ednalva Souza Santos, técnica de enfermagem da UPA da Gleba A, foi a primeira camaçariense vacinada contra o coronavírus.

“A gente que está na linha de frente, temos medo, mas enfrentamos. Muitos colegas meus desistiram, mas eu segui até aqui e hoje, graças a Deus, já fui vacinada. Eu digo pra todo mundo que confiem, tem que se vacinar, a vacina é uma coisa certa e tem que tomar”, relatou Ednalva em entrevista ao Destaque1. 

Na manhã de hoje, o município recebeu 2.040 doses da CoronaVac, enviadas pelo Ministério da Saúde. De acordo com dados da Secretaria da Saúde (Sesau), no entanto, cerca de 12 mil pessoas se enquadram na primeira fase. O primeiro lote não será suficiente para atender a demanda, e serão definidos os principais grupos prioritários da etapa.

Plano Municipal de Vacinação. Foto: Hyago Cerqueira/Destaque1

“Nós só tivemos ciência da quantidade enviada ao município quando enviamos o nosso veículo para buscar as doses e percebemos o quantitativo enviado. Então, estaremos no aguardo dos próximos envios do Ministério da Saúde”, explicou o gestor da Sesau, Elias Natan.  

Compõem a primeira fase: trabalhadores da área de saúde, pessoas com idade acima de 75 anos, os idosos residentes em unidades de longa permanência e a população quilombola. Atualmente, 28 profissionais estão envolvidos diretamente na vacinação; com o aumento da quantidade de doses, serão convocados mais profissionais.

Plano Municipal de Vacinação. Foto: Hyago Cerqueira/Destaque1

O secretário ressaltou que não há previsão para a chegada do segundo lote. “É uma ação que depende da quantidade de doses produzidas pelo Instituto Butantan. Também existem outras vacinas importadas que estão em fase de negociação, e ainda dependemos da aprovação da Anvisa”, enfatizou. O gestor da pasta afirmou que, caso haja aprovação da vacina russa Sputnik V através do Governo do Estado, o município também pretende adquirir doses.

Natan ainda frisou que a população deve permanecer seguindo as recomendações de proteção contra o coronavírus. “As ações preventivas devem continuar: as máscaras, o álcool gel, o isolamento social, tudo isso deve continuar e a secretaria vai intensificar essa campanha de conscientização”, contou.

Plano de vacinação

Serão, no total, entre sede e costa, 10 salas de vacinação; conforme a necessidade, esse número pode ser ampliado. Os insumos, como seringas, agulhas e demais materiais, já estão garantidos em quantidade suficiente para atender a demanda, segundo o governo municipal.

De acordo com o dimensionamento do plano de que uma pessoa será vacinada a cada 10 minutos, a conclusão da aplicação das primeiras doses da vacinação de toda a população de Camaçari ocorreria em 104 dias. Para armazenar as vacinas, o município possui uma câmara fria (TPC) com capacidade de manutenção de temperaturas estáveis entre dois e oito graus centígrados.

Próximas fases

Na segunda fase, serão vacinadas pessoas de 60 a 74 anos. Na terceira, pessoas em situação de rua, pessoas com deficiência e portadores de comorbidades.

Na quarta e última fase, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema de privação de liberdade, trabalhadores educacionais, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo, rodoviário e metroferroviário de passageiros e população privada de liberdade.

Publicidade

Copyright © 2017-2021 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. _____________________________

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.