Fiquem conectados conosco

Economia

Taxa de desemprego fica em 12,2% no primeiro trimestre do ano

Avatar

Publicado

-

A taxa de desemprego no país ficou em 12,2% no primeiro trimestre deste ano. Houve alta em relação à taxa do último trimestre de 2019 (11%), mas queda se comparada ao primeiro trimestre daquele ano (12,7%). Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (PNAD Contínua), divulgada hoje (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A população desocupada chegou a 12,9 milhões de pessoas, um aumento de 10,5% (1,2 milhão de pessoas a mais) em relação ao último trimestre de 2019. Na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, no entanto, o contingente caiu 4% (ou 537 mil pessoas a menos).

Já a população ocupada ficou em 92,2 milhões de pessoas, uma queda de 2,5% em relação ao trimestre anterior (2,3 milhões pessoas a menos), apesar de ter permanecido estável em relação ao mesmo trimestre de 2019.

Entre os dez grupamentos de atividades, na comparação com o último trimestre de 2019, a ocupação caiu em seis deles: indústria (-2,6%), construção (-6,5%), comércio e reparação de veículos (-3,5%), alojamento e alimentação (-5,4%), outros serviços (-4,1%) e serviços domésticos (-5,9%). Os demais setores tiveram estabilidade.

Em relação ao primeiro trimestre do ano passado, a ocupação subiu 3,4% na administração pública, educação, saúde humana e serviços sociais. Os demais grupamentos mantiveram-se estáveis.

Leia também

Desinfetantes auxiliam no combate ao coronavírus, explica especialista

Vale Cesta Básica começa a ser entregue; confira os pontos de atendimento

– Clique aqui e leia todas as últimas notícias.

UNIÃO 1
UNIÃO 2
UNIÃO 3
CAMAÇARI CARD

Copyright © 2017-2020 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, 1º Andar, Sala 102, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.