Setor de serviços da Bahia recua 1,0% de maio para junho

O volume do setor de serviços na Bahia recuou novamente em junho (-1,0%), na série com ajuste sazonal, após já ter caído 1,9% na passagem de abril para maio. O resultado do estado ficou igual à média nacional (-1,0%) e acompanhou o movimento de queda disseminado por 19 das 27 unidades da Federação, nessa comparação.

Frente a maio, o volume do setor de serviços caiu mais em Roraima (-6,0%) e Santa Catarina (-4,9%). Dos oito estados com resultados positivos, os melhores foram registrados em Mato Grosso (4,2%) e Goiás (2,2%).

Os serviços baianos também tiveram desempenho negativo na comparação com junho de 2018 (-6,5%) e pior que a média nacional (-3,6%). Nesse confronto, 20 dos 27 estados viram o volume de serviços recuar, com destaque para Acre (-11,8%) e Piauí (-10,7%). No outro extremo, os melhores resultados foram verificados no Amazonas (4,0%) e em Pernambuco (2,6%).

O desempenho majoritariamente negativo dos serviços, no país, na comparação com junho de 2018 sofreu influência de uma alta base de comparação, resultado dos efeitos da greve dos caminhoneiros, em maio de 2018.

Com esses resultados, o setor de serviços na Bahia, que vinha se mantendo no positivo nos acumulados no ano e nos últimos 12 meses, passou a apresentar retração em ambos os indicadores. Recua 0,4% no primeiro semestre de 2019 e cai 0,7% nos 12 meses encerrados em junho.

Ambos os resultados estão aquém da média nacional, que mostra variações positivas de 0,6% no ano e 0,7% nos 12 meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.