Seleção Natural, a banda que busca proporcionar novas experiências para Camaçari

Nativa de Camaçari, a banda Seleção Natural teve início em 2013, porém, após 2015 entrou em um breve hiato. Só em 2018 foi que o grupo retornou e teve sua formação solidificada, começando a trabalhar na cena musical ativamente. O grupo é constituído por Ceno – vocal e letra, Samuka Rios – bateria, Faustino Menezes – baixo, e Reman Buchegger – guitarra.

A Seleção Natural procura proporcionar uma mistura rítmica em suas faixas, com pilares na música afro, no rap e no jazz, mas coloca em prática outros ritmos como o rock e dub.

O Destaque1 conversou com os integrantes da banda e destrinchou um pouco da trajetória do grupo e suas ideias para o futuro em Camaçari.

No começo de tudo foram elaborados projetos em estúdio e algumas apresentações pontuais pela cidade. A pausa de três anos possibilitou a observação do cenário musical e o estudo de coisas novas. Com o retorno, o grupo tem construído projetos mais sólidos.

Samuka Rios. Foto: Patrick Abreu/Destaque1

De acordo com Samuka, após o descanso da banda houveram progressos significativos. “Foi uma grande evolução, com esse novo formato estamos mais próximos, a gente não passa mais de quinze dias sem se encontrar, então de lá pra cá a gente vem fazendo letras novas, próprias, então isso é uma evolução”, afirmou, ao assegurar ainda que o estudo e a parte técnica é uma preocupação constante.

O baterista também explicou como foi criado o nome da banda. “Surgiu pela questão de ser algo que aconteceu naturalmente, aí véio, por que não seleção natural? E aí, antigamente era Seleção Natural Afrojam, pela questão de Jam, de uma coisa livre, mais voltada pro jazz”, contou.

Faustino Menezes e Ceno. Foto: Patrick Abreu/Destaque1

Autodeclarada como afrorapjazz, a Seleção Natural é uma mistura de várias referências dos próprios integrantes da banda que trazem sua carga de experiências musicais e misturam para criar a seleção. O baixista Faustino Menezes, e o vocalista Ceno falaram como funciona essa mistura.

Ouça

 

Ceno. Foto: Patrick Abreu/Destaque1

Jonatan Sant’ana, ou simplesmente, Ceno, está na cena camaçariense desde 2014 se desenvolvendo nas rodas de freestyle e das artes da cidade, hoje é vocalista e letrista da Seleção Natural. Em uma das suas faixas é dito que “todos os dias nós somos suspeitos”, visando a repressão da sociedade e da violência urbana promovida por autoridades em Camaçari.

Ceno revelou que a música tem relação direta com a sua realidade.

Todos os dias nós somos suspeitos, é real, é uma vivência minha que eu trouxe pro grupo, tá ligado. Tive várias experiências negativas, justamente com a polícia opressora daqui da cidade, todo mundo conhece, a gente não precisa dar nome aos gados, eu já sofri encurralação de ter que apanhar em praças, de ser abordado. Eu rodo aplicativo e sou abordado direto na rua por causa disso, até que um dia eu fui agredido na rua sem ter nada, e foi onde veio esse verso, essa ideia de todo dia nós somos suspeitos.

Reman Buchegger. Foto: Patrick Abreu/Destaque1

Explorando a cultura camaçariense junto com expressões artísticas de várias regiões, a Seleção Natural promove uma mistura de emoções para proporcionar um novo canto para a cena.

O guitarista Reman Buchegger ressalta que a banda constrói as faixas em cima de peças que cada componente do grupo elabora. “Toda hora rola um fragmento de alguma coisa, aí a gente junta e ouve, e rola o critério [da banda] também, eu trouxe um riff uma vez e Samuka também e na segunda vez ele mudou o riff, a partir daí já surgiu uma nova ideia que ficou massa, é assim que rola”, afirmou.

Sobre política a Seleção Natural busca levar as “quatro paletas” de experiências que se encontram na banda para promover debates, análises sociais e culturais da cidade. Entre as discussões estão questões raciais e opressões presentes em Camaçari. O grupo  também pretende abordar a descriminação dos gêneros musicais, fazendo com que todos produzam sua própria arte e ajudem uns aos outros a se desprender de amarras que bloqueiam a cultura na cidade.

É fundamental que o grito da Seleção Natural seja ouvido pela sociedade. Eles querem ir além do estúdio e da cidade, desejam levar experiências sonoras para todos que queiram ouvir. O objetivo é representar Camaçari com autoridade e ritmo, mostrando como a vivência urbana e sonora da cidade é rica e pode ser propagada por toda cena musical.

Ouça três canções da banda gravadas durante ensaio esta semana

  • Groove África

 

  • Peça na cinta

 

  • Ideia nada

 

Um comentário em “Seleção Natural, a banda que busca proporcionar novas experiências para Camaçari

  • terça-feira, 29 de outubro de 2019 em 08:34
    Permalink

    -“peça na cinta” melodia gostosa e letra reflexiva. Adoreiiii. Como faz pra baixar essas músicas? Rs Parabéns a toda Seleção Natural!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.