Saúde Bucal: dentista alerta para cuidados com os dentes desde primeiros meses de vida

O Dia Nacional da Saúde Bucal, celebrado nesta quinta (25), traz um alerta para o cuidado que, muitas vezes, é negligenciado pela maior parte das pessoas. As consultas preventivas ao dentista nem sempre são realizadas e para melhor tratar os dentes, o ideal é que as pessoas criem o hábito de ir ao dentista desde o nascimento do primeiro dente.

A odontopediatria é realizada em crianças e adolescentes de 0 a 16 anos. De acordo com a dentista do Hapvida, Jamile Lima, após o nascimento do primeiro dente, as crianças devem ser levadas semestralmente às consultas, para que o profissional possa acompanhar o nascimento dos outros dentes e faça a prevenção de futuras cáries. Na primeira consulta, os pais recebem orientações sobre alimentação, a maneira correta da escovação, além de informações sobre os tipos de escova e cremes dentais.

No caso dos bebês, a profissional alerta que caso apareça alguma intercorrência após o atendimento, a consulta deve acontecer antes do seis meses previsto para retorno.

“O sangramento da gengiva ou traumatismo podem aparecer nos bebês por eles colocarem tudo que encontram na boca. Nesses casos, é necessário antecipar a periodicidade das consultas”, explica.

Entre os problemas bucais que mais acometem o público infantil estão a cárie, o traumatismo, dente manchado e aftas bucais. Em se tratando da cárie, diversos fatores podem levar ao surgimento dela e, se não for tratada, pode ocasionar a perda total do dente. O tratamento de canal é uma das formas de recuperação para não precisar extrair o dente. Apesar da incerteza de algumas pessoas, sua realização pode ser feita em crianças. “Muitas pessoas têm dúvida se o canal pode ser feito nos pequenos. A resposta é sim, já que ele preservará o espaço do dente permanente que irá erupcionar”, disse Jamile.

Limpeza e prevenção

A profilaxia, popularmente conhecida como limpeza, tem o objetivo de eliminar toda a placa bacteriana da superfície dentária. Além disso, o profissional também faz aplicação de flúor, que serve para fortalecer o dente e impedir o processo de cárie, quando está na cavidade bucal. Durante a consulta, um dos papeis do dentista é orientar sobre o uso de fio dental. “Há quem use depois da escovação, mas o correto é antes e depois de se escovar os dentes”, explica a profissional do Hapvida.

Sobre os polêmicos doces como, pirulitos e balas, Jamile não acha que devam ser proibidos às crianças, mas os responsáveis devem evitar o consumo em excesso. “Os pais precisam acompanhar uma escovação efetiva e crianças menores de 06 anos, geralmente, não fazem uma escovação correta. Comer doce não é proibido, desde que os dentes sejam escovados depois”, finaliza.

*Por Analú Santos, Texto&Cia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.