Região Metropolitana de Salvador encerra janeiro com terceira maior inflação do país

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em janeiro, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medida oficial da inflação, ficou em 0,34% na Região Metropolitana de Salvador, desacelerando de forma importante em relação à taxa de dezembro (1,26%) e ficando ligeiramente abaixo da inflação de janeiro de 2019 (0,37%).

Apesar da desaceleração, a inflação da RMS ficou acima da média nacional (0,21%) e foi a terceira mais alta entre as 16 áreas investigadas separadamente pelo IBGE. O IPCA de janeiro na RMS (0,34%) ficou abaixo apenas dos registrados na Região Metropolitana de Belém (0,39%) e no município de Aracaju (0,39%).

Dentre os nove grupos de produtos e serviços que compõem o IPCA, seis apresentaram altas em janeiro, na RMS, liderados por habitação (1,01%) e alimentação e bebidas (0,94%).

Com o segundo maior aumento, mas o maior peso nas despesas familiares, os alimentos foram mais uma vez a principal pressão inflacionária.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.