Professores e estudantes da Uneb estão acampados em frente à Secretaria de Educação no CAB

Há 58 dias em greve, professores e estudantes da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) decidiram montar acampamento em frente à sede da Secretaria Estadual de Educação, no Centro Administrativo (CAB), em Salvador.

Conforme a Associação dos Docentes da Uneb (Aduneb), a decisão foi tomada no início da noite desta terça-feira (4), após representantes do grupo do movimento grevista terem sido impedidos de entrar no prédio por grades e forte aparo policial.

Segundo a entidade, mais de 300 manifestantes realizaram uma plenária unificada em frente à secretaria. Na pauta estava o debate dos problemas das universidades estaduais e, depois da discussão, o grupo iria protocolar junto à pasta a nova contraproposta com as reivindicações da categoria. “A partir desse novo documento, a expectativa era a reabertura das negociações. Porém, invés de diálogo o grupo encontrou portas fechadas, grades de contenção e, no interior do prédio, a Tropa de Choque da PM”, diz a Aduneb em nota.

De acordo com lideranças do movimento, a intenção é só sair do local após o avanço nas negociações da greve.

“A coordenação da Associação dos Docentes da Uneb (Aduneb) informa que, apesar das posturas lamentáveis do governador, entre elas o corte indiscriminado dos salários de mais de 4.500 professores, inclusive os que estão em licença médica, de gestação e de férias, o movimento grevista continuará em busca do diálogo e da negociação”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.