Oposição pede criação de Bolsa Família Municipal e governistas criticam vereadores

Os vereadores Marcelino (PT), Jackson Josué (PT), Dentinho do Sindicato (PT), Teo Ribeiro (PT) e Binho do Dois de Julho (PCdoB), que compõe a bancada de oposição da Câmara Municipal de Camaçari, solicitaram a implementação do Bolsa Família Municipal.

A indicação n° 796/2018, apresentada na 10ª sessão ordinária realizada hoje (23), pede ao prefeito Elinaldo Araújo (DEM) que o programa seja instituído e destinado às famílias de baixa renda ou familiares em situações de vulnerabilidade social.

“A nossa intenção aqui de apresentação dessa indicação é de viabilizar as condições mínimas de essas famílias terem o que comer”, pontuou Marcelino. Conforme o vereador essa seria uma medida provisória e os critérios de participação seriam definidos pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes).

O vereador Jackson complementa ao dizer que o Bolsa Família será capaz de ajudar mais de 50 mil desempregados da cidade atualmente.  A ideia, segundo a bancada é que a verba seja divida entre o Governo Federal e Municipal.

No entanto, a indicação foi criticada pela bancada governista, já que a criação do programa Bolsa Família Municipal foi anunciada por Elinaldo em maio deste ano e em seguida aprovada na Câmara. “Parece piada essa indicação […] vocês também nos ajudaram a aprovar isso, já existe. Vocês ajudaram a aprovar esse projeto que o prefeito Elinaldo encaminhou para esta Casa”, disparou o líder do governo, vereador Jorge Curvelo (DEM).

“Temos que ter responsabilidade com o que é discutido aqui nessa Casa”, complementou o vereador Vaninho da Rádio (DEM).

Conforme Curvelo, em cerca de dois meses o Bolsa Família e outros benefícios como o vale gás, cesta básica e vale enxoval devem começar a ser distribuídos para a população. Porém, o vereador Teo Ribeiro, líder da oposição, afirma que o projeto elinaldista é uma cópia do SOS Cidadão, iniciativa colocada em prática em 2005 na gestão do ex-prefeito e atual deputado federal Luiz Carlos Caetano (PT) que também oferecia tais auxílios.

Mesmo com as críticas, a indicação foi aprovada por unanimidade.

Matéria atualizada às 12:09, do dia 23 de outubro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.