Fiquem conectados conosco

Artigo

Opinião: Rui Costa restringe atendimento de emergência no HGC e PT se cala em Camaçari

O governador impôs a medida sem oferecer alternativa aos camaçarienses.

Lenielson Pita

Publicado

-

Rui Costa, governador da Bahia. Foto: Reprodução

Quando o governo municipal alterou o modelo de atendimento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nova Aliança e transformou o equipamento em UPA Pediátrica, direcionando os pacientes adultos para a UPA Gleba A e absorvendo os casos infantis daquela unidade, o Partido dos Trabalhadores (PT) e demais legendas de oposição trataram de tachar tal medida como fechamento da UPA Nova Aliança, inclusive durante a recente campanha eleitoral.

Entretanto, quando o governador da Bahia, Rui Costa (PT), muda, a partir desta terça-feira (1), o atendimento da emergência do Hospital Geral de Camaçari (HGC) e o restringe apenas a casos regulados por UPAs, SAMU e outros hospitais, o silêncio é absoluto entre os partidos da base do petista.

No primeiro caso houve a redistribuição dos atendimentos, o que não quer dizer que a cidade não demande outras UPAs ou prontos atendimentos. No entanto, no segundo caso, o modelo adotado por Rui Costa restringe a assistência do Estado, sem oferecer alternativa ou suporte necessário, ou seja, simplesmente abandona as famílias camaçarienses à própria sorte.

Em Camaçari, o Estado só possui o HGC com atendimento de média e alta complexidade. Agora, para ter acesso a esse serviço, os camaçarienses enfrentarão ainda mais dificuldade. É importante ressaltar que o hospital atende outros 24 municípios.

Rui Costa não entregou a tão alardeada maternidade, não construiu nenhum hospital em Camaçari e restringiu o atendimento de emergência do único hospital do Estado no município.

Antes de restringir a emergência do HGC, o governador Rui Costa deveria oferecer uma compensação às famílias, dialogar com o município, custear parte do atendimento em outro equipamento; em resumo, garantir o acesso e até mesmo a ampliação do serviço de saúde aos camaçarienses, não a restrição que está sendo imposta.

Definitivamente, o povo de Camaçari não merece isso.

Lenielson Pita é jornalista e editor do Destaque1

UNIÃO 1
SUPERLIMP
ASSINATURA DESTAQUE1
HELLOA

Copyright © 2017-2020 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, 1º Andar, Sala 102, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.