Número de postos de trabalho gerados na Bahia cresceu em setembro

A Bahia criou 4.565 postos de trabalho com carteira assinada em setembro de 2019, resultado da diferença entre 49.567 admissões e 45.002 desligamentos no período. As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgadas nesta quinta-feira (17) e sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan).

A Bahia exibiu registro positivo para setembro no terceiro ano consecutivo. O resultado ficou acima do verificado no mês de agosto, quando 3.392 postos de trabalho foram criados, sem as declarações fora do prazo.

Setorialmente, em setembro, sete segmentos contabilizaram saldos positivos: construção civil (+2.145 postos), comércio (+1.236 postos), serviços (+624 postos), indústria de transformação (+501 postos), administração pública (+230 postos), extrativa mineral (+120 postos) e serviços industriais de utilidade pública (+110 postos).

Nos primeiros nove meses de 2019, sete setores de atividade registraram saldos positivos: construção civil (+15.420 postos), serviços (+10.800 postos), indústria de transformação (+6.441 postos), agropecuária (+5.016 postos), administração pública (+785 postos), extrativa mineral (+633 postos) e serviços industriais de utilidade pública (+562 postos).

No Nordeste, sete estados totalizaram acumulados positivos em 2019. A Bahia foi seguida por Maranhão (+9.418 postos), Pernambuco (+5.895 postos), Ceará (+5.090 postos), Paraíba (+4.674 postos), Piauí (+3.299 postos) e Rio Grande do Norte (+2.040 postos).  Em contrapartida, dois estados nordestinos registraram acumulados negativos: Alagoas (-2.240 postos) e Sergipe (-1.065 postos).

Leia também 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.