Fiquem conectados conosco

Geral

MP aciona ex-presidentes da Câmara de Camaçari por gasto de R$ 3,5 mi em combustível; vereadores afirmam que não foram intimados

Beatriz Santos

Publicado

-

Na última sexta-feira (22), os ex-presidentes da Câmara Municipal de Camaçari e vereadores Téo Ribeiro (PT), Marcelino (PT) e Oziel Araújo (PSDB) foram acusados pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) por gastos excessivos  entre os anos de 2014 a 2018.

O promotor responsável Everardo Yunes registra que a Câmara de Vereadores contava com a mesma frota de 30 veículos locados em todas as três legislaturas. Os gastos estão registrados em cerca de R$ 3,5 milhões, informa Yunes.

A empresa Nutricash Serviços LTDA responsável pelo fornecimento dos tickets de combustível para a Casa Legislativa para foi acionada pelo MP-BA.

Diante disso, as assessorias de Oziel e Téo, afirmaram que os vereadores não irão se manifestar até receber a intimação do Ministério Público. O Destaque1 entrou em contato com o vereador Marcelino, mas não obteve resposta.

Caso os acusados sejam condenados, terão que ressarcir valores ao erário públicos, perderão seus direitos políticos por um período de três a cinco anos. Além disso, ficarão proibidos de contratar com o poder público.

CAMAÇARI CARD
SUPERLIMP
Natal Boulevard 300×250

Copyright © 2017-2020 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, 1º Andar, Sala 102, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.