Meditação diminui ansiedade e ajuda no combate à obesidade, afirma especialista

A meditação é um caminho para quem busca tranquilidade e qualidade de vida e tem efeitos práticos sobre a saúde. É o que explica a médica e professora de meditação Maira Polcheira. “Pessoas que meditam apresentam um maior autocuidado, com melhora dos hábitos de vida, além de serem mais compassivas, mais cooperativas, menos reativas e mais felizes”, completa.

A meditação também é uma das 29 Práticas Integrativas Complementares oferecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Existem vários tipos de meditação com métodos e objetivos distintos. Contudo pode-se dizer que, tradicionalmente, a prática é a arte de familiarizar-se com algo, no caso com a própria mente.

“O sucesso da meditação depende da incorporação da prática aos hábitos diários e muitos pacientes desistem porque não conseguem inseri-lá na rotina. É importante salientar que existem diversas modalidades de meditação laica e religiosa, mas o SUS oferece apenas meditação laica, para evitar interferências culturais e de credo”, declara Maira Polcheira.

Indicadores apresentados pelo Ministério da Saúde mostram que, nos últimos 10 anos, a prevalência da obesidade no Brasil aumentou em 60%. O excesso de peso também subiu de 42,6% para 53,8% no período.

Os tratamentos que utilizam recursos terapêuticos são baseados em conhecimentos tradicionais e científicos e voltados para curar e prevenir diversas doenças, como depressão e hipertensão de forma complementar e integrada à medicina convencional.

Segundo estimativas dos últimos dois anos da Organização Mundial da Saúde (OMS), 23, 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade e a depressão afeta 5,8% da população.

O Brasil lidera a oferta de modalidades integrativas na saúde pública com 29 práticas e 5 milhões de usuários em 9.350 estabelecimentos de 3.173 municípios.

*Informações do Portal Saúde Brasil, Ministério da Educação e OMS. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.