Fiquem conectados conosco

Geral

“Me chamar de ‘viado’ não é ofensa. Tomar 4 tiros sim”, desabafa vítima de homofobia em Camaçari

Mirelle Lima

Publicado

-

“Estou despedaçado”. Esse é o sentimento relatado por Marcelo Macedo, 33 anos, através das redes sociais nesta sexta-feira (25). Ele foi vítima de quatro tiros quando trocava carícias com um ‘ficante’ em um bar no Inocoop, em Camaçari. O crime de homofobia ocorreu no último domingo (20). Os três suspeitos foram identificados e se apresentaram à 18ª Delegacia Territorial (DT).

Marcelo revela que “é difícil acreditar que as pessoas são agredidas tão cruelmente e de maneira tão covarde pelo simples fato de demonstrar afeto”.

Ele ainda enfatiza o medo em saber que o responsável pelo crime está solto e sem a identidade revelada.

Estamos assustados [sua família] em saber que quem atentou contra a minha vida está solto por aí, sua cara não está estampada em todos os jornais estando tão vulnerável como eu me encontro agora, botando a cabeça no travesseiro deitado na cama da sua casa e dormindo todos os dias tranquilamente.

Ao falar do futuro, Marcelo explica que não sabe como será daqui pra frente e que carregará o medo para sempre. “Me chamar de ‘viado’ não é ofensa. Tomar 4 tiros sim. Uma dor irreparável, além de física, emocional e psicológica. Não sei como será de agora em diante, não sei se serei mais o mesmo. Esse medo que estou sentindo, irei carregar até o fim dos meus dias”.

https://www.instagram.com/p/B4CrX5KFreJ/?igshid=1gzp0awi3h53s

Leia também

Camaçari: terceiro suspeito em crime de homofobia se apresenta à polícia

Continue lendo
publicidade
MARCO PAVÃ 300X250
CAMAÇARI CARD
SORTEIO CAMAÇARI SHOP

Copyright © 2017-2020 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.