Máscaras faciais são aliadas nos cuidados diários com a pele, explica a esteticista Mariane Nascimento

Utilizadas inicialmente nas rotinas de beleza oriental, as máscaras faciais se tornaram parte do cotidiano de beleza dos brasileiros. De diversas marcas, texturas, preços e fórmulas, as máscaras naturais estão substituindo os procedimentos antes feitos em clínicas de estética. O interesse nos produtos surgiu após diversas personalidades da mídia exporem a importância do cuidado com a pele, o que diminui a necessidade de maquiagem para corrigir imperfeições.

Mariane Nascimento. Foto: Arquivo Pessoal

De acordo com a esteticista Mariane Nascimento, de 21 anos, “as máscaras faciais têm funções hidratantes, aumentam a luminosidade e se forem máscaras de argilas podem fechar os poros e auxiliar no controle da oleosidade”. A esteticista, que atua na área há dois anos, é proprietária do Centro Estético Mariane Nascimento. Ela afirma que as máscaras faciais têm função de recuperar a vitalidade da pele e se diferenciam dos hidratantes comuns por apresentarem uma ação mais eficaz, profunda e prolongada.

Pessoas com todos os tipos de pele podem utilizar máscaras faciais, mas é preciso ter cuidado, pois cada pele reage de uma forma. “Existem máscaras para todos os tipos de pele: seca, mista e oleosa. Por isso nada de sair pegando a máscara da amiga, porque a esteticista ou a dermatologista passou, e aplicar em você, lembrem-se, cada pele tem uma reação diferente”.

Ainda segundo Nascimento, “a pele mais oleosa, por exemplo, deve optar por uma máscara mais fina, como sérum. Já a pele seca pode abusar dos produtos mais consistentes e com substâncias de ações hidratantes”. A profissional explica que existem também máscaras para peles maduras. “A pele madura deve sempre utilizar máscaras que contenham colágeno na fórmula para conseguir manter a pele firme por mais tempo”, ressalta. Muitas pessoas costumam utilizar máscaras feitas em casa, mas é preciso ter cuidado, pois a pele pode ter algum tipo de reação. O ideal é procurar um profissional para que possa analisar a pele e indicar o produto correto.

Mariane Nascimento alerta ainda quais os cuidados que as pessoas devem ter no momento da compra dos produtos. “Tomem cuidado também ao comprar argilas que vendem em casa de produtos naturais, verifiquem sempre se tem o registro na Anvisa e se é adequado para a sua pele. Assim como existem produtos naturais que podem aumentar a produção de sebo, existem argilas que podem ressecar demais o seu rosto e causar um efeito rebote te causando mais pústulas e comendões (as famosas espinhas e cravos). E vale ressaltar também que não será tão eficaz quanto o uso de um produto desenvolvido especialmente para o seu tipo de pele”, enfatiza a esteticista.

Ela também recomenda as principais marcas de máscaras faciais, que são: ADCOS, Brazilis, Valmari e Extratos da Terra. Além isso, dois exemplos de máscaras comuns nos tratamentos faciais são as de safira e as de diamante.

De acordo com a profissional, as máscaras de safira proporcionam máxima nutrição para a pele e a deixa iluminada, graças a partículas de safira presentes na fórmula. Além disso, é rica em ectoína, molécula da sobrevivência que suporta condições extremas do deserto e promove hidratação imediata e persistente, e ácido hialurônico, que causa hidratação intensiva à pele nas camadas mais profundas do estrato córneo, restaurando a aparência, o viço e eliminando os radicais livres gerados no tecido após exposição à luz UV.

Já as máscaras de diamante estimulam e melhoram a longevidade celular, a hidratação e a produção de colágeno, restaurando os sinais da juventude com ação intensiva. Ela é desenvolvida com nanopartículas de diamante associadas a peptídeos, que possui ação de longa duração na redução de rugas, proporciona multiproteção e é antiglicante. Também protege o DNA celular e devolve a maciez e suavidade da pele, sem oleosidade. Essa máscara facial recupera o equilíbrio da pele, possui ação detox, rejuvenesce, revitaliza, devolve maciez e suavidade sem oleosidade e é indicada para todos os tipos de pele.

A esteticista Mariane Nascimento ainda explica a frequência correta de utilização para causar o resultado esperado na pele. “As máscaras de hidratação podemos utilizar diariamente! Já as máscaras de argila a depender do tipo de pele, por exemplo, se for muito oleosa podemos utilizar inicialmente a argila verde a cada 15 dias para que a pele não rebote e comece a entender que o intuito é minimizar a produção das glândulas sebáceas, depois de uns dois meses pode começar a utilizar a cada 10 dias, tomando cuidado para não ressecar a pele e podendo trocar pela argila branca que tem a mesma função, porém é mais leve a ação”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.