Fiquem conectados conosco

Geral

LabSolar: laboratório irá desenvolver pesquisas sobre energia renovável no Parque Tecnológico da Bahia

Avatar

Publicado

em

Inaugurado hoje (29), o LabSolar foi construído no Parque Tecnológico da Bahia, em Salvador, e irá testar e qualificar as placas fotovoltaicas. O projeto, iniciado em 2012, teve investimento de R$ 3,3 milhões e é uma parceria da Coelba com o Instituto de Física da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Governo da Bahia, através das Secretarias de Ciências, Tecnologia e Inovação (SECTI) e de Infraestrutura (SEINFRA).

Este é o primeiro Laboratório de Certificação de Placas Fotovoltaicas do Norte e Nordeste e o primeiro do Nordeste para desenvolver pesquisas em energia solar.

A iniciativa tem o intuito de fomentar o desenvolvimento do setor de energias renováveis do estado, ampliando as condições para a Bahia liderar o ranking de captação de energia solar no Brasil. A região Nordeste concentra os maiores índices de radiação solar, com destaque para o Vale do São Francisco e região Oeste da Bahia.

O laboratório vai realizar vários métodos de caracterização de painéis solares fotovoltaicos e células fotovoltaicas: testes climáticos, mecânicos e elétricos, calibração de sensores e fontes de luz. O espaço de 629 m² do Parque Tecnológico da Bahia, disponibilizado pela Secti, está equipado com câmara climática com variação de temperatura de -40°C a 85°C, simulador solar flash, simulador solar contínuo, bancadas de testes mecânicos (deformação, choque, impacto ao granizo, outros), instrumentação elétrica (fontes, multímetros, impedancímetros, outros) e instrumentação ótica (fonte de luz calibrada, espectrômetro, sensores de luz UV, visível e infravermelho).

A energia solar fotovoltaica se utiliza da irradiação solar, através de uma célula solar, para gerar energia elétrica. Com o crescimento do conceito de geração distribuída, essa fonte passou a ser utilizada tanto pelas concessionárias como pelos geradores independentes. Portanto, a pesquisa nesse setor se torna essencial para a descoberta de formas mais eficientes de geração e para garantir o equilíbrio do sistema de distribuição energética.

Para o professor da UFBA e coordenador do Labsolar, Denis Davi, os métodos vão garantir que os painéis empregados em usinas fotovoltaicas ou em pequenas instalações domésticas sejam de qualidade, fomentando assim o desenvolvimento harmonioso da energia solar do Brasil, particularmente do Nordeste. Ele ainda disse que, com a instalação do novo espaço, o intuito também é oferecer cursos em energia solar e estudos sobre novas tecnologias de conversão fotovoltaica, através da Ufba e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba), para capacitação de profissionais e mão de obra especializada.

O laboratório já atrai novas empresas. O Lactec, um dos maiores centros de ciência e tecnologia do país, referência em soluções inovadoras para indústrias e concessionárias de energia, já firmou parceria para o desenvolvimento de projetos e pesquisas para o setor elétrico. O primeiro projeto será o desenvolvimento de microrredes, pequenas usinas fotovoltaicas com capacidade dimensionada de acordo com as necessidades de carga de comunidades específicas. Uma forma de viabilizar o fornecimento de energia elétrica para áreas distantes dos grandes centros.

Publicidade

Copyright © 2017-2021 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. _____________________________

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.