Jotaele segue desmatando área no Novo Horizonte e moradores protestam

Neste sábado (31), moradores do Novo Horizonte, em Camaçari, realizaram uma manifestação contra o desmatamento de uma área verde no bairro pela Construtora Jotaele. A empresa pretende transformar o local em uma fábrica de pré-moldados.

Os moradores percorreram as ruas do Novo Horizonte. Foto: Hyago Cerqueira/Destaque1

No último dia 23, após denúncia dos moradores ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) e à Prefeitura de Camaçari, fiscais da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur) suspenderam o alvará e multaram os responsáveis pela supressão de vegetação.

De acordo com a Sedur, a empresa possui licença apenas para construir um muro entorno do local.

Entretanto, segundo os moradores, nesta sexta-feira (30), as obras foram retomadas e hoje (31) cerca de 30 populares saíram pelas ruas do bairro em prol da preservação da área verde, que possui uma grande biodiversidade.

Presidente da Associação de Moradores do Novo Horizonte, Maridalva Rosa destacou que a comunidade necessita de esclarecimentos.

 

Membro da comissão que acionou o MP-BA, Leandro da Silva, ressaltou que a comunidade não irá permitir o desmatamento de uma área considerada muito importante.

 

Morador do bairro, Antônio Sérgio explicou que preservar a área irá beneficiar diversas pessoas, inclusive de outros bairros, que frequentemente a utilizam para fazer caminhadas, por exemplo.

 

A moradora Monalisa Freitas enfatizou que com a poluição que há em Camaçari, devido ao perfil industrial da cidade, não se pode permitir desmatar as poucas áreas verdes restantes.

 

Em 2012, foi feita a compra do terreno pela empresa no valor de R$ 34.077,30. Contudo, nunca foi feita nenhuma intervenção durante esse período, somente agora foi iniciada a retirada de vegetação do local.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.