Fiquem conectados conosco

Geral

Janeiro Branco alerta para importância de cuidar da saúde mental

A psicóloga Marília Rios alerta para os impactos da pandemia.

Mirelle Lima

Publicado

em

Foto: Reprodução

Iniciar o ano traz a sensação de novas metas a serem conquistadas e, entre as campanhas de conscientização realizadas na área da saúde, o Janeiro Branco traz à tona um objetivo que deve ser comum a todos: incentivar o cuidado com a saúde mental.

Psicóloga do Sistema Hapvida, Marília Rios explica que quando se pensa em saúde, pelo que determina a Organização Mundial de Saúde (OMS), o parâmetro é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, análise feita de maneira integrada. “A saúde mental também não é uma definição isolada, apesar de ser negligenciada por se tratar do mundo interno. Cuidar dela implica em um conjunto de investimentos, onde a terapia é um dos mais valiosos e desafiadores, mas além dele, o cuidado com a alimentação, a prática de atividades físicas, uma boa noite de sono e atividades que façam bem ao indivíduo são outras alternativas”, explica.

Ao pensar no contexto de pandemia que o mundo ainda vivencia, as novas formas de trabalho chamaram a atenção para questões que afetaram a qualidade de vida dos trabalhadores. Um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), realizado no segundo semestre de 2020, detectou um aumento de 90% nos casos de depressão; além disso, a quantidade de pessoas que relatam sintomas como crise de ansiedade e estresse dobrou entre os meses de março e abril do ano passado, reflexo da atuação profissional. Nos casos em que foi preciso utilizar a casa enquanto ambiente laboral, a especialista vê como desafio o fato de não haver divisão entre a vida familiar e o trabalho, o que acaba gerando queixas de excesso nas demandas.

Por outro lado, quem está indo para o trabalho tem receio maior de contrair a doença. “O momento é de incerteza para todos, com grandes preocupações quanto ao presente e ao futuro. Para lidar com os desafios emocionais, adira a uma vida saudável, imponha limites quanto à jornada de trabalho e busque profissionais de saúde mental, sejam eles psicólogos ou psiquiatras”, orienta.

Marília destaca que planejar, sonhar e desejar estão entre as ações essenciais para a manutenção da saúde mental. “Não importa se vamos executar neste momento o que planejamos, mas pensar no que queremos fazer já é um passo. Os planos são fundamentais, apesar da imprevisibilidade e da falta de garantias sobre o que está por vir”, afirma. Ainda de acordo com a psicóloga, a pandemia serviu para ensinar a população a se reinventar e lembrar que ninguém tem poder ou controle sobre as circunstâncias da vida. “Estamos diante de novas possibilidades de viver e pensar o que o futuro nos reserva”, finaliza a psicóloga.

UNIÃO 1
SUPERLIMP
ASSINATURA DESTAQUE1
HELLOA

Copyright © 2017-2020 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, 1º Andar, Sala 102, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.