Homofobia: faltam 17 dias para Thais Siqueira enviar inquérito de Marcelo Macedo à justiça

No dia 20 de novembro a tentativa de homicídio motivada por homofobia sofrida por Marcelo Macedo, 33 anos, completa um mês. A  delegada Thaís Siqueira, titular da 18ª Delegacia Territorial (DT) de Camaçari tem até o próximo dia 22 para encaminhar o inquérito à justiça.

Thais Siqueira, delegada titular da 18ª DT

Na última sexta-feira (1), os acusados Fredson Silva de Castro, Maurício Ferreira de Jesus e José Carlos Novaes Souto Neto foram presos preventivamente. Fredson, que é policial militar, está custodiado no 12º Batalhão (BPM/Camaçari), onde é lotado. Maurício e José Carlos estão na carceragem da 18ª DT.

O caso

Marcelo Macedo foi vítima de quatro tiros quando trocava carícias com um ‘ficante’ em um bar no Inocoop.

De acordo com o delegado adjunto da 18ª DT, Leandro Acássio, um dos suspeitos se aproximou de Marcelo e perguntou se ele não tinha vergonha de “fazer isso na frente de pais de família”.

Comoção

A fato teve repercussão nacional e no dia 25 de outubro diversas pessoas realizaram um protesto no Centro de Camaçari contra a homofobia. O ato reuniu amigos e ativistas que lutam pela causa LGBT na cidade.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.