FazAtleta apoia pela primeira vez um esportista autista

Desde que entrou em vigor, em 1999, o Programa Estadual de Incentivo ao Esporte Amador Olímpico e Paralímpico (FazAtleta) ajudou a escrever novos capítulos na história de milhares de jovens esportistas baianos. Agora, 20 anos depois, a iniciativa apoia, pela primeira vez, um atleta autista.

Praticante do parajiujitusu, o baiano Igor Nogueira foi aprovado pelo programa, em junho deste ano, e passou a ser patrocinado pela Companhia de Gás da Bahia (Bahiagás). “Estou muito feliz com esse patrocínio. É bom poder viajar e representar a Bahia e Salvador em competições em outros estados e até outros países, sabendo que tenho esse suporte. Ainda quero medalhar muito nesse esporte, que me fez melhorar dos traços característicos do autismo”, garante o jovem.

Diagnosticado aos sete anos de idade com Transtorno do Espectro Autista, Igor conheceu o jiu jitsu e deixou para trás os sinais acentuados, inclusive a aversão ao toque, como conta a mãe dele, a ativista Marleide Nogueira. “O esporte veio para transformar a vida de toda a família. Igor hoje tem mais concentração, coordenação motora e conhece os limites do próprio corpo. Antes do jiu jitsu, eu não podia tocar no meu filho e agora há vida em nossa casa”, afirma.

Às segundas, quartas e sextas, Igor tem um encontro marcado com o tatame e com o técnico, o faixa-preta Marcelo Vidal. “Ele treina há seis anos e apresenta uma evolução contínua. Está preparado para os próximos desafios, em Cuiabá e no Rio de Janeiro”, assegura o técnico.

Igor conquistou o lugar mais alto do pódio nas competições de ParaJiuJitsu do World Pro, da Federação de Jiu Jitsu dos Emirados Árabes Unidos (UAEJJF), em 2018. Além disso, coleciona medalhas de competições estaduais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.