Fiquem conectados conosco

Cultura

Evento reúne trabalhos de artesãos baianos em Salvador na próxima semana

O público terá a oportunidade de conhecer a história das técnicas utilizadas nas diversas comunidades.

Avatar

Publicado

-

Foto: Reprodução

Entre os dias 14 e 25 de outubro, na praça central (Piso L1) do Salvador Shopping, a Fábrica Cultural da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) irá expor uma feira de artesanato com trabalhos de artesãs e artesãos de várias regiões da Bahia, das 11h às 21h. Serão comercializados produtos criados com diversas técnicas, que representam a identidade cultural da Bahia; são técnicas como bordados, cerâmica, cestaria, costura, papietagem, renda, tapeçaria e tecelagem.

Na feira, o artesanato será apresentado em 12 estandes, sendo que nove representam os polos de produção artesanal do estado, além das tradicionais comunidades indígenas, quilombolas e de ceramistas. Os visitantes poderão adquirir os produtos artesanais apresentados diretamente pelos produtores e também dialogar e interagir sobre a riqueza dos processos produtivos de obtenção da matéria-prima. O público terá a oportunidade de conhecer a história das técnicas utilizadas nas diversas comunidades, como papel da expressão cultural do artesanato.

“A realização da feira é importante não só pela comercialização do artesanato, mas também pela possibilidade de revelar produções representativas dos nove polos regionais, que agregam 27 territórios de identidade, numa interação necessária com o mercado de Salvador, que é muito receptivo. É importante articular conhecimentos teóricos e práticos das atividades de qualificação, de forma a contribuir para a capacitação e organização do setor artesanal no estado”, afirma Rodrigo Lyra, curador da feira.

A feira faz parte das Ações de Qualificação, Promoção e Comercialização do Artesanato da Bahia, realizadas pela Setre através da Coordenação de Fomento ao Artesanato e da Associação Fábrica Cultural. Além desse evento, a qualificação de artesãs e artesãos, a promoção do produto artesanal e a abertura do Centro de Comercialização do Porto da Barra fazem parte das ações. O objetivo é fortalecer e transformar o artesanato baiano em uma marca forte e de referência nacional.

“A comercialização é um dos principais gargalos do segmento artesanal, por isso tem recebido atenção especial do Governo do Estado. Além da loja que funciona no Porto da Barra e da vitrine virtual, realizaremos eventos itinerantes em locais de grande circulação de pessoas, como estratégia para ampliar as vendas dos produtos e, consequentemente, a renda de artesãs e artesãos dos diversos territórios de identidade da Bahia”, revela Davidson Magalhães, secretário da Setre.

 

UNIÃO 1
SUPERLIMP
ASSINATURA DESTAQUE1
HELLOA

Copyright © 2017-2020 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, 1º Andar, Sala 102, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.