Fiquem conectados conosco

Cultura

Espetáculo “Des faces” usa máscaras faciais para debater moralismo nesta sexta-feira

O trabalho mergulha nas diversas proteções que usamos para distrair os que nos cercam.

Avatar

Publicado

-

Foto: Wanderley Meira

O Balé Teatro Castro Alves (BTCA) e a Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) estão lançando uma criação inédita que estreia dentro do espetáculo “Voltando aos Palcos”, projeto que marca o primeiro passo na retomada do uso dos palcos do Teatro Castro Alves (TCA). Instigado pelo uso das máscaras faciais para o combate à transmissão da Covid-19, “Des faces” tem criação coreográfica de Fátima Berenguer e reúne no elenco os bailarinos Douglas Amaral, Fernanda Santana, Joely Pereira, Mirela França e Ruan Wills junto aos músicos Francisco Roa (violino) e Serghei Iurcik (viola), que executam a trilha ao vivo. A obra terá transmissão ao vivo no canal de YouTube do TCA, no dia 13 de novembro (sexta-feira), às 20h40.

O trabalho mergulha nas diversas proteções que usamos para distrair os que nos cercam, frutos de desejos reprimidos e abafados por medo do julgamento, o que nos leva a esconder o “indevido” ou revelar a nossa aparente melhor versão. O moralismo é um dos disfarces da hipocrisia e gera o triste hábito de condenar publicamente o que praticamos na particularidade. Mas o que a razão esconde, o olhar entrega e o corpo grita. Nesta peça, a música de Händel é implacável, deixando-nos nus diante da realidade que nos cerca. Vieuxtemps, com sua visão sobre a música de Paganini, suaviza o quadro, e Schubert, com sua Ave Maria, nos coloca diante do terno olhar do perdão.

Na pílula cênica de abertura do programa do dia, Paullo Fonseca, que dança ao som de Chopin na viola ao vivo de Serghei Iurcik, interpreta trabalho criado em parceria com Jai Bispo, numa investigação sobre as camadas construídas e vestidas pelo artista a partir do seu olhar para o mundo, cobrindo o seu corpo e os seus movimentos de características de outros para conseguir se desnudar de si em cena. Nesse trabalho, o camarim é espaço onde o artista se desnuda, se veste, se reveste, se cobre e se descobre, sem possibilidade de se perder de si por estar literalmente diante do espelho.

UNIÃO 1
SUPERLIMP
ASSINATURA DESTAQUE1
HELLOA

Copyright © 2017-2020 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, 1º Andar, Sala 102, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.