Fiquem conectados conosco

Geral

Em homenagem a São Sebastião, lavagem de Vila de Abrantes resgata memória de Camaçari

Mirelle Lima

Published

on

O fim de semana começou com muita fé, música e alegria em Vila de Abrantes. A lavagem para celebrar São Sebastião teve início na manhã deste sábado (18) e segue até domingo (19) misturando o sagrado e o profano.

Foto: Hyago Cerqueira/Destaque1

Durante o cortejo diversos grupos culturais, baianas e charangas, animaram o trajeto que teve início na entrada do distrito e seguiu até a Igreja do Divino Espírito Santo, na Praça da Matriz.

Elinaldo Araújo, prefeito de Camaçari. Foto: Hyago Cerqueira/Destaque1

Esperançoso, o prefeito Elinaldo Araújo (DEM) fez suas preces ao padroeiro e pediu que 2020 seja um ano favorável para os camaçarienses. “Pedir que nos abençoe, que tudo que isso que nós estamos planejando pra esse ano ele ajude a acontecer, que seja um ano abençoado para o povo de Camaçari”, disse.

Foto: Hyago Cerqueira/Destaque1

O gestor ainda contou que em breve Vila de Abrantes receberá diversos investimentos em infraestrutura. “Nós estamos já organizando para no final do mês dar ordem de serviço da requalificação do Tudão [Campo Nery Nunes], uma obra de cerca de R$ 5 milhões, nós estamos fazendo o projeto conceitual da lagoa do Fradinho e vamos ter aqui cerca de R$ 10 milhões em pavimentação”, explicou.

Patrícia Pereira. Foto: Hyago Cerqueira/Destaque1

Pela primeira vez na lavagem, a baiana Patrícia Pereira, 38 anos, coloriu o cortejo com flores e água de cheiro. Para ela, essa é uma forma de manter viva a cultura das baianas. “É importante para nós baianas estarmos aparecendo, mostrando nossa cultura. Já participo das outras e agora estreio nessa também”, contou.

José Gama, secretário de Governo. Foto: Hyago Cerqueira/Destaque1

O secretário de Governo, José Gama, enfatizou que a lavagem de Vila de Abrantes tem grande peso histórico, pois foi na localidade que Camaçari teve início e cresceu para chegar onde está hoje. Ele ainda destacou que a Igreja do Divino Espírito Santo foi a primeira do município.

Ouça

 

Joana da Paixão. Foto: Patrick Abreu/Destaque1

Integrante do grupo Boi Janeiro, de Cajazeiras de Abrantes, Joana da Paixão, 56 anos, destacou  que o cortejo é um momento de fortalecer o samba como manifestação cultural.

“Estamos aqui hoje para mostrar que a nossa tradição não acabou, principalmente a gente que mora em zona rural, temos que chamar os nossos jovens pra ver como isso aqui é lindo”, ressaltou.

 

 

 

Leia também

Lavagem de Vila de Abrantes fomenta economia, cultura e diversidade religiosa, afirma secretário de Turismo

Fafá de Senhorinho confirma que tentará eleição pelo DEM

Eleições 2020: Val Estilos irá em busca da reeleição pelo Republicanos

Gilvan ‘fuzila’ grupo que faz oposição dentro do governo

 

UNIÃO 1
SUPERLIMP
ASSINATURA DESTAQUE1
HELLOA

Copyright © 2017-2020 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, 1º Andar, Sala 102, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.