Em acordo com MP-BA, rede de hotéis promete limpar lagoa de Guarajuba

Instalada na costa de Camaçari, especificamente em Guarajuba, a rede hoteleira Vila Galé Brasil deve fazer a limpeza de 500 metros lineares de plantas aquáticas (junco), na lagoa da localidade. Além disso, fazer o plantio de novas mudas.

A empresa assinou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) proposto pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) para fazer a ação a título de compensação ambiental.

Segundo o promotor de Justiça Luciano Pitta, autor do acordo, o TAC foi assinado para atender condicionantes ambientais que “são uma série de compromissos que o empreendedor assume com o órgão ambiental com vistas à obtenção e manutenção da licença, garantindo conformidade e sustentabilidade ambiental do empreendimento”.

O Vila Galé se comprometeu a plantar 50 mudas de espécies nativas de restinga, sendo 30 mudas de Amescla e 10 mudas de Maçaranduba, nas Áreas de Preservação Permanente (APPs), situadas na região do empreendimento. A rede hoteleira também deve elaborar um relatório técnico acerca do plantio e plano de manutenção das mudas, pelo período de um ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.