Fiquem conectados conosco

Artigo

Eleição da Câmara: Natan, Curvelo, Júnior e Flávio disputam preferência de Elinaldo

O chefe do executivo e líder do grupo tem o ás na mão e pode decidir a qualquer momento.

Lenielson Pita

Publicado

-

Curvelo, Júnior, Flávio e Natan. Fotos: Reprodução

Em 1º de janeiro de 2021 os vereadores de Camaçari irão eleger a nova mesa diretora que conduzirá os trabalhos da Câmara Municipal durante o próximo biênio. O atual presidente, Jorge Curvelo (DEM), quer a reeleição. Entretanto, outros três políticos também estão no páreo: Elias Natan (PSDB), Júnior Borges (DEM) e Flávio Matos (DEM).

Apesar dos poderes executivo e legislativo serem independentes, e assim devem permanecer, a base governista se articula com maior intensidade em momentos decisivos como este, como ocorre a nível estadual na Assembleia Legislativa da Bahia, e federal, na Câmara dos Deputados e Senado.

Em Camaçari a lógica é a mesma e os postulantes ao comando da Casa Legislativa torcem para estarem nos planos do chefe do executivo, que, neste caso específico, tem o ás na mão e pode decidir a qualquer momento. No total, a Câmara é composta por 21 vereadores, sendo cinco da oposição e 16 da base do governo, número suficiente para eleger o presidente e demais cargos da mesa.

Os quatro que almejam conduzir o legislativo municipal, Natan, Curvelo, Júnior e Flávio, além de costurar alianças internas, que tem relativo peso, correm em busca do apoio do principal líder político, o prefeito. Apesar do chefe do executivo não admitir, a palavra dele enquanto comandante do grupo é considerada mais que um voto de minerva, tem densidade e força hegemônica.

Fontes ouvidas por este articulista dão conta que Natan, tido sempre como uma boa opção para a função, atualmente é cotado para outra missão: reassumir a Secretaria da Saúde. Porém, a ideia não agrada apoiadores próximos do tucano, que preferem a permanência do vereador no legislativo municipal.

Já o atual presidente, Jorge Curvelo, aliado de primeira hora do prefeito, segue conversando com Elinaldo, mas já admitiu que pode jogar em diversas posições no time. Nos bastidores, circulam hipóteses de que o democrata deveria ocupar espaço estratégico no executivo.

Quanto a Flávio Matos, além de ter sido o vereador mais votado no último dia 15 de novembro, possui a seu favor um histórico de duro enfretamento à oposição na tribuna. Flávio é apontado ainda como capaz de reoxigenar a Casa Legislativa, pauta defendida pela nova geração de vereadores.

No entanto, o qualificado e proativo Júnior Borges, que também conta na sua biografia com embates implacáveis em prol da gestão municipal, foi eleito para o terceiro mandato, e nos últimos anos acumulou experiência no executivo, o que torna a disputa com Flávio acirradíssima; isso porque  “os dois se equivalem”, revela uma fonte com acento privilegiado no núcleo duro do governo.

Considerando as ponderações dos novos vereadores e o papel que Natan e Curvelo já jogaram e que ainda podem desempenhar, a disputa “deve ficar entre Júnior e Flávio”, crava a mesma fonte. Importante destacar que interlocutores do governo trabalham para construir o consenso no grupo o mais rápido possível.

Lenielson Pita é jornalista e editor do Destaque1

UNIÃO 1
SUPERLIMP
ASSINATURA DESTAQUE1
HELLOA

Copyright © 2017-2020 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, 1º Andar, Sala 102, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.