‘Depois da destruição a renovação’, Arembepe transforma embarcações em pontos turísticos

O litoral de Camaçari foi abatido em julho por ventos fortes e mar agitado. Arembepe e Jauá foram as localidades mais atingidas. O mau tempo comprometeu embarcações, barracas, igreja, pousadas e restaurantes. As comunidades ficaram apreensivas. Mas, a solidariedade e força de vontade dos moradores têm contribuído para superar as adversidades.

Neste sábado (3), Arembepe recebeu o projeto piloto Ressaca das Cores, uma iniciativa do Coletivo Ressaca das Cores em parceria com o Governo Municipal de Camaçari.

Fotos: Reprodução

De acordo com a organização do evento, o objetivo é transformar e restaurar barcos e estruturas danificadas pela força do mar, transformando o que já aparentava ser entulho nos mais novos pontos turísticos da Costa de Camaçari, proporcionando mais cores, formas e preservando antigas crenças da comunidade.

O projeto Ressaca das Cores ainda busca incitar a convivência e o fomento de vínculos comunitários com atenção especial para a preservação ambiental e o fortalecimento social.

A ação contou com o apoio de vários artistas do grafite, a exemplo de Josivaldo Santos Silva, conhecido como Bigode, que atua com a arte urbana há cerca de 20 anos e tem obras espalhadas por diversos países.

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.