Corpo de verão: como exercitar a aceitação e romper padrões estéticos

Biquíni e chinelo. Este é o look que a maioria das mulheres deseja passar o verão todo utilizando. No entanto, a ausência de um relacionamento saudável com o corpo e de aceitação do mesmo faz com que muitas se privem da utilização de roupas de praia.

Desde a infância, são impostos diversos padrões estéticos pela sociedade sobre o corpo feminino, esses padrões se modificam com o tempo e as pessoas seguem tentando se adaptar a eles, o que muitas vezes põe em risco a saúde física e psicológica.

É necessário entender o seu corpo como sua história, cada parte dele possui um significado e uma importância que deve ser apreciada. Não adianta colocar outras mulheres para cima com elogios e se depreciar em frente ao espelho. Cultive uma boa relação com sua aparência, se elogie todos os dias, e aos poucos, as imposições da sociedade não terão mais importância.

Seja ele magro, gordo, alto ou baixo, o que torna o seu corpo próprio para o verão é a felicidade e saúde que há dentro dele. Autoestima vai além da aparência e para isso é necessário um processo de autoconhecimento que lhe fará avaliar se as coisas que você deseja vêm da sua vontade ou de imposições externas.

Não é justo que você se prive de curtir a época mais quente do ano por medo do que outras pessoas vão pensar. Converse com as amigas, com familiares, incentive, elogie, mas não esqueça de fazer tudo isso com você diariamente.

Na redes sociais siga pessoas que se parecem com você e não aquelas que lhe incentivam a buscar um padrão de beleza que nem existe fora das telas. Experimente as peças que você sempre quis, sem medo de olhares e julgamentos. Somos todas diferentes, com singularidades que nos tornam mais bonitas, afinal, que graça teria se fôssemos todas iguais?

Mirelle Limaestudante de jornalismo e entusiasta de moda. jornalismo@destaque1.com

 

 

 

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.