Fiquem conectados conosco

Geral

Catedral Basílica de Salvador lança campanha para recuperação de sinos

Avatar

Publicado

-

Confeccionados em bronze, quatro sinos instalados na torre esquerda da Catedral Basílica de Salvador, no Pelourinho, precisam ser restaurados. Para isso, a igreja lança campanha com a meta de arrecadar recursos para a recuperação dos sinos datados dos séculos XVI e XVII, e um deles chega a pesar mais de 1 tonelada.

Para que os sinos voltem a badalar no Centro Histórico da cidade, os fiéis poderão fazer a doação durante a realização das missas ou diretamente na Secretaria da Paróquia da Catedral.  Doações também podem ser feitas através da conta bancária da paróquia da Sé: Banco Bradesco (Agência: 3072. C/C: 080190-9 – CNPJ: 15257983/0003-85). “Esta restauração deverá nos custar cerca de 100 mil reais. Precisamos do apoio da comunidade para restabelecer este rito tão lindo e alegrar ainda mais os nossos corações”, disse padre Abel Pinheiro, pároco da basílica.

Segundo o padre, há mais de cinco décadas os sinos pararam de tocar, necessitando de um amplo trabalho de restauração. “Os sinos sempre fizeram parte da tradição cristã. Eles anunciam para toda a comunidade os acontecimentos, ruins ou bons. Precisamos resgatar esta tradição milenar, que eleva o nosso espírito e nos conecta com o divino”, disse Abel Pinheiro. “Eles estão danificados. Alguns sem badalos, trincados e sem eixo de sustentação”, completou.

A ideia é recuperar os sinos para a implantação do sistema para acionamento automático. “Vamos unir a tecnologia à tradição”, explicou o pároco Abel Pinheiro.

A Igreja Católica utiliza os sinos para indicar a presença de Deus nesse local, daí a tradição de que quando se entoa um sino, Deus observa e ouve a prece com mais atenção. Para cada acontecimento o sino toca de uma forma. Segundo padre Abel, os toques diferentes anunciam morte, grandes acontecimentos (como eleição de um papa), o horário de meio dia, o das 18h, hora da Virgem Maria, entre outros. “Temos toques mais leves, ou mais fortes. E na sexta-feira santa até a aleluia da Páscoa os sinos não tocam em sinal de silêncio e da morte de Cristo e voltam a tocar festivamente na Páscoa”, ensina ele.

Bio Alimentos
Marco Pavã
Camaçari Card
VIVA TECNOLOGIA

Copyright © 2017-2020 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, 1º Andar, Sala 102, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.