Camaçari: vereadores revelam impactos da reforma do HGC em serviços de saúde

Após reunião nesta segunda-feira (19) com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sasab), vereadores que participaram do encontro, contaram na sessão desta terça-feira (20) como a reforma realizada no Hospital Geral de Camaçari (HGC) irá impactar nos serviços de saúde do município e quais medidas serão tomadas para amenizar os danos.

Na ocasião, foi acordada a necessidade de que o Governo Municipal garanta o atendimento da população nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Unidades Básicas de Saúde (UBSs) para os casos verde e azul, considerados saúde básica. Para assim, o hospital atender apenas os casos amarelo e vermelho, que correspondem à urgência e emergência.

Responsável por articular a reunião, o vereador Jackson Josué (PT) explicou que é preciso orientar a população. “O que foi colocado ontem, uma bandeira que nos une, a bandeira da saúde pública. É um investimento de R$8 milhões do Governo do Estado, com isso há o ganho para toda cidade de Camaçari e região. O que foi colocado lá, foi alinhado que é preciso orientar a população para que sejam encaminhadas para o local certo de atendimento”, disse.

Contente com o desfecho da reunião, o vereador Zé do Pão (PTB) parabenizou a Casa Legislativa pela mobilização. “Eu sai de lá muito feliz, que seria o conhecimento de que tirariam as nossas dúvidas sobre a reforma do Hospital Geral de Camaçari, sobre os leitos. Como se trata de uma reforma, é evidente, que aqueles que ficam nos corredores vão ter que sair, mas tivemos o conhecimento de que vamos ter ambulância para transportar essas pessoas para os hospitais mais próximos. Então eu quero parabenizar a bancada de oposição por ter marcado a reunião e toda essa Casa”.

O vereador José Marcelino (PT) ressaltou a garantia de ambulâncias para transportar os pacientes a outros hospitais. “Ele vai deixar de atender algumas demandas, que podem ser atendidas nas unidades de saúde do município, já foram garantidas as ambulâncias para encaminhar os pacientes aos hospitais mais próximos como, por exemplo, o de Dias d’Ávila. Então temos que cuidar porque a saúde não espera”, explicou o petista.

Já o vereador Téo Ribeiro (PT) destacou que é preciso realizar uma campanha educativa com os pacientes. “O problema da saúde de Camaçari não está só no hospital geral, é um conjunto de ações do município. Além de fazer a requalificação das unidades é preciso que o Governo Municipal faça uma campanha educativa para ajudar e instruir a população nesses dias de dificuldade que vamos passar durante a reforma, até porque o HGC não atende só Camaçari, atende diversos locais no entorno da cidade”, frisou.

Um comentário em “Camaçari: vereadores revelam impactos da reforma do HGC em serviços de saúde

  • quinta-feira, 22 de agosto de 2019 em 16:41
    Permalink

    Deixaram chegar a este patamar e agora querem aparecer como salvadores e defensores do povo, tardilmente e bastante oportunista.

    Trabalhem no pró-ativo e façam pela cidade, esqueçam um pouco as lideranças e olhem para o todo pois a cada dia que passa se afundam na vergonha de ser político em Camaçari com as mesmas velhas práticas eleitoreiras.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.