Bahia inaugura Cidade Tricolor em Camaçari e Elinaldo isenta 75% de impostos

O Esporte Clube Bahia inaugurou a Cidade Tricolor – Centro de Treinamento Evaristo de Macedo (CT), neste sábado (11), em Camaçari. O presidente do clube, Guilherme Bellintani, disse que o CT tem um nível europeu com projetos grandes para o futuro. “Temos tranquilidade para projetar um futuro intenso para o Bahia. É uma mudança de patamar que vai nos colocar entre os cinco principais clubes do país em termos de estrutura para treinamento”, destacou Bellintani.

Na ocasião, o prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo (DEM), entregou ao presidente do Bahia o Projeto de Lei que isenta o clube de pagar 75% de impostos. “A vinda de um clube tão grande como o Bahia abre possibilidades para gerar economia dentro do município e isso é muito bom. E entendendo a importância desse equipamento entrego o Projeto de Lei aprovado pela Câmara de Vereadores, onde Camaçari dá isenção de 75% dos impostos”, ressaltou o gestor. O município também deve firmará um convênio com o clube para o desenvolvimento de atividades sociais com os jovens de Camaçari, dentro do esporte.

O nome da Cidade Tricolor é uma homenagem ao ex-técnico Evaristo de Macedo, que ganhou o Campeonato Brasileiro de 1988 com o Esquadrão. “Uma belíssima homenagem, algo incrível. Com certeza, um dos momentos mais memoráveis da minha trajetória no futebol”, disse o ex-comandante.

De acordo com o vice-presidente do Bahia, Vitor Ferraz, o elenco profissional masculino vai passar a treinar no novo centro de treinamento neste início de 2020. O mesmo deve acontecer com os jogadores das divisões de base. Ferraz também anunciou que as obras na Cidade Tricolor não param com a inauguração da estrutura. Ele prevê que, no futuro, o centro de treinamento ganhará novas áreas que poderão ajudar o clube a subir de patamar.

O evento foi aberto para todos os sócios adimplentes do clube (pouco mais de 43 mil), que na ocasião puderam fazer uma visita para conhecer as dependências do local que substituirá o Fazendão. O público também teve acesso a homenagem feita aos sete mortos na tragédia da Fonte Nova em 2007, lembrados em uma obra do artista plástico Bel Borba.

Estrutura

Com mais que o dobro do tamanho do Fazendão, casa do Bahia desde 1979, a Cidade Tricolor promete um suporte de ponta para os atletas. A área do centro de treinamento tem 35 hectares, seis campos (quatro em atividade e dois em construção), academia, departamento médico, além de concentrações para o time profissional e para a base, totalizando 57 quartos à disposição.

São 41 salas, 65 banheiros e vestiários, além de 17 instalações de treinamento. A área ocupada para edificação desses espaços soma aproximadamente 150 mil m², com terreno disponível para uma futura ampliação. Entre os outros espaços que se relacionam com o futebol, estão a piscina, academia multifuncional completa, sauna, biblioteca, salão de jogos, auditório, consultórios, alojamento para concentração, sala de imprensa, refeitório com estrutura de cozinha industrial, lavanderia e almoxarifado.

A nova estrutura conta ainda com uma área administrativa, onde funcionará uma loja do clube e um hotel, chamado Hotel do Futebol, que hospedará não só o elenco, mas também torcedores que queiram passar uns dias por lá.

*Matéria atualizada às 12h20 em 14 de janeiro de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.