Fiquem conectados conosco

Geral

Avaliação epidemiológica da Sesau registra desaceleração no contágio da Covid-19 em Camaçari

Nas últimas quatro semanas, verificou-se uma tendência de redução do número de casos confirmados. 

Avatar

Publicado

-

Foto: Reprodução

Após 183 dias da confirmação do primeiro caso de coronavírus em Camaçari, o município começa a ver uma situação de desaceleração no contágio. Até esta quarta-feira (23) foram confirmados 5.898 casos, com 111 óbitos e 5.665 pessoas recuperadas. Atualmente, dos 89 bairros oficiais, 44 (49%) possuem 122 casos ativos da doença. A ocupação de leitos da Covid-19 também caiu consideravelmente; a atual média de ocupação diária tem sido de 43%. Os dados são da Secretaria da Saúde (Sesau).

O maior número de casos confirmados em um único dia foi registrado em 21 de julho, com 185 pacientes com a doença. Avaliando as quatro últimas semanas epidemiológicas, verificou-se uma tendência de redução do número de casos confirmados. Na semana epidemiológica 35 (de 23 a 29 de agosto) foram confirmados 235 casos dentre os notificados, enquanto que na semana epidemiológica 38 (13 a 19 de setembro) foram 70 casos confirmados, uma queda de aproximadamente 70%. Na última semana epidemiológica (38) foi registrada uma média de 10 casos por dia, enquanto que na semana anterior (37) foram 18. 

Em relação aos óbitos (111), a semana epidemiológica com maior incidência de casos foi a número 24 (07 a 13 de junho), com 12 óbitos por Covid-19 registrados. Também com tendência de redução progressiva, na semana epidemiológica 35 (23 a 29 de agosto) foram confirmados três óbitos causados pela doença, enquanto que na última semana (38) quatro registros foram computados até o momento.

O governo municipal alerta que apesar do município se manter em uma fase de desaceleração, é necessário que as medidas de prevenção e distanciamento social sejam mantidas. O fato de ter se infectado pelo vírus responsável pela Covid-19 não é motivo para parar de usar máscara, descuidar quanto à higienização das mãos, desrespeitar o distanciamento social e promover ambientes aglomerados. Isso vale tanto para proteger a si mesmo quanto os outros, principalmente quando se considera o risco de reinfecção apontado pela ciência. 

O secretário da Saúde, Luiz Duplat, destaca que esse momento de desaceleração só foi possível graças aos esforços da gestão municipal junto ao apoio da população. “Sem o apoio da população obedecendo às medidas sanitárias, nada disso seria possível. Porém, é importante alertar a população que não podemos baixar a guarda nas medidas preventivas para que a curva não volte a subir, como está acontecendo em várias cidades pelo Brasil e na Europa”.

Atualmente, o atendimento a pacientes sintomáticos em Camaçari está descentralizado para todas as unidades de saúde onde é feito o atendimento separado dos serviços de rotina da unidade, garantindo a segurança epidemiológica de pacientes e servidores. Além do atendimento de triagem nas unidades de saúde, Camaçari ainda dispõe de 16 leitos de UTI no Centro Intensivo de Combate ao Coronavírus, 10 leitos de UTI na Santa Helena e 20 leitos de observação no Centro Intermediário de Enfrentamento ao Coronavírus.

UNIÃO 1
UNIÃO 2
UNIÃO 3
CAMAÇARI CARD

Copyright © 2017-2020 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, 1º Andar, Sala 102, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.