Fiquem conectados conosco

Política

Após fechamento da Ford, João Leão evidencia ideia de fortalecimento na agroindústria baiana

“A ideia é implantar até 10 usinas, gerar mais de 40 mil empregos”, declara o vice-governador.

Avatar

Publicado

em

João Leão. Foto: Patrick Abreu/Destaque1

O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, João Leão, lamentou nesta terça-feira (12) o fechamento da Ford no Brasil, destacando que o governo baiano já está movendo as peças em busca de novos empreendimentos.

“A Ford fecha, mas vamos em busca de novos caminhos; e isso já está acontecendo. O governador Rui Costa já está buscando alternativas para substituir a Ford em Camaçari”, destacou o vice-governador.

Leão mantém uma tarefa institucional de negócios nas regiões Oeste e Extremo Sul da Bahia desde segunda-feira (11), com um grupo de investidores de Portugal. Com isso, o secretário comenta sobre outro caminho: o Polo Agroindustrial do Médio São Francisco, que tem inspiração no case de sucesso da indústria sucroalcooleira Agrovale, em Juazeiro, que sozinha gera mais de 5 mil empregos. “Já temos uma nova usina em implantação no Muquém do São Francisco, outras duas assinaram protocolo de intenções e estamos em busca de outras sete. A ideia é implantar até 10 usinas, gerar mais de 40 mil empregos e tornar a Bahia competitiva neste segmento”.

No Brasil, a Ford vai manter funcionando apenas as operações do Centro de Desenvolvimento de Produto, aqui na Bahia; o Campo de Provas, em Tatuí, no interior de São Paulo; além da sede regional localizada na capital. Para Leão, é importante lutar para que a montadora amplie esse centro de design, mantido na Bahia.

UNIÃO 1
SUPERLIMP
ASSINATURA DESTAQUE1
HELLOA

Copyright © 2017-2020 Destaque1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou total de conteúdo deste site sem autorização por escrito da Good Comunicação Ltda. Rua Francisco Drumond, nº 54 A, 1º Andar, Sala 102, Centro, Camaçari, Bahia.

error: Alerta: Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou botões disponíveis na página. A medida visa preservar o investimento que o Destaque1 faz no jornalismo.