ADUNEB acusa governo de desrespeitar liminar que impede corte de salários

Em greve desde o dia 9 de abril, os professores da Universidade Estadual da Bahia (Uneb) seguem sem salário mesmo após o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) conceder liminar que impede os cortes dos salários dos docentes. A liminar foi concedida na última segunda-feira (6) pelo desembargador Edmilson Jatahy Fonseca Júnior, que estabeleceu ao Governo do Estado da Bahia o prazo de 72 horas para realização dos pagamentos.

No entanto, nesta segunda-feira (13), a Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (ADUNEB) afirmou em nota, que o prazo foi excedido e o pagamento não foi realizado.  “A Associação dos Docentes da Uneb (ADUNEB) informa que o prazo de 72h, dado pelo Tribunal de Justiça da Bahia, para que o governo estadual efetuasse o pagamento dos salários dos professores, em greve desde 09 de abril, encerrou neste final de tarde de sexta-feira (10). Até o presente momento, a coordenação do sindicato não tem a informação sobre o cumprimento da liminar do TJ-BA”.

A associação também alega que o ocorrido é uma falta de respeito com os professores e garante que irá tomar as medidas judiciais necessárias. “A ADUNEB lamenta mais esse desrespeito à categoria docente e ao Tribunal de Justiça. A assessoria jurídica do sindicato tomará todas as medidas judiciais cabíveis em defesa dos professores”.

Os professores reivindicam reajuste salarial de 5,5% ao ano, destinação de, no mínimo, 7% da Receita Líquida do Estado para as universidades estaduais, reposição integral da inflação do período de 2015 a 2017, cumprimento dos direitos trabalhistas e ampliação e desvinculação do quadro de cargos do Magistério Público das Universidades do Estado da Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Para compartilhar esse conteúdo, por favor, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. As regras tem como objetivo proteger o investimento que o Destaque1 faz na qualidade de seu jornalismo.